Sabor de mel

O mel, um dos mais completos alimentos, está em risco. Já alguém reparou no preço do mel no supermercado? É um alimento de produção simples, pelo menos na parte da intervenção humana, porque do trabalho das abelhas apenas elas sabem.

POR: José Kaliengue

Talvez um dia no-lo digam, quem sabe. O problema é que provavelmente nunca teremos abelhas faladoras, e ainda há o risco de nem virmos a ter abelhas produtoras de mel no futuro. Elas estão mesmo em risco, a acção humana e a consequente alteração climática está a diminuir de forma demasiado veloz as populações de abelhas. Ontem, João Lourenço, na sua intensa agenda em França, visitou um centro de formação agropecuário em Toulouse. Eu segui a viagem, ouvi muita coisa e vi muita coisa, mas a minha atenção ficou presa no mel. Há lá um centro de formação para a produção, tratamento e aplicação do mel. Vi garrafas de hidromel, por exemplo, coisa que se aprendia na escola ser uma bebida tradicional angolana e que ninguém ainda se atreveu a engarrafar e vender. Bem, uma forma de salvar as abelhas angolanas é pô-las ao serviço da salvação de milhares de famílias, financiando-as com muito pouco para a aquisição de equipamentos simples, educando- as sobre higiene na manipulação de alimentos e promovendo o mel que produzirem. Salva-se as abelhas, tira-se famílias da pobreza e alimenta-se melhor os angolanos. E, isso é verdade, pode- se exportar.