loader

Equilibrismo

Ser Governo não é fácil em países democráticos. Por exemplo, o Viver de Mariano Rajoi foi ontem “russo”, em Espanha. Fica visto que nem sempre se tem de esperar por eleições para alguém ser apeado democraticamente do poder.

POR: José Kaliengue

A lei é o único sustentáculo do poder. Em França, por outro lado, o Governo tem de equilibrar-se entre vontades. Sim, a democracia é também o equilíbrio de vontades. Na fronteira com a Itália, há grupos que se opõem na questão das migrações. Uns defendem que se deve deixar entrar quem bate à porta em busca de asilo, outros dizem que não. Mas os dois lados partilham um aspecto: olham para o lado e acham que o Governo não está a fazer o seu papel, que o Estado está a falhar e é preciso protegê-lo de si mesmo. “O Estado está a abdicar do seu papel”, dizem ambos os lados. E todos têm razão, cada um tem a sua razão. Em Angola não é diferente, também se reclama contra a falta de presença do Estado, que é diferente de ausência, em muita coisa. E cada vez mais João Lourenço vai ter de aprender a equilibrar- se. Tal como a sociedade.

Últimas Notícias