loader

Presidente da república começa hoje visita de trabalho à Belgica

O chefe de Estado angolano tem agendado para a noite de hoje, Domingo 3, um jantar com o primeiro-ministro belga e, amanhã, encontrar-se-à com o rei da Bélgica

Texto de: Rila Berta, enviada a Bruxelas

O Presidente da República começa hoje uma visita de trabalho de três dias ao Reino da Bélgica. De acordo com o programa a que OPAÍS teve acesso, hoje o Presidente João Lourenço tem agendado um jantar com o primeiro-ministro belga, Charles Michel, em que se fará acompanhar da primeira-dama da República, Ana Dias Lourenço.

Na Segunda-feira, 4, os trabalhos começam cedo com uma visita à Escola Royal Militar. Por volta das 9 horas, o Chefe de Estado será recebido no Palácio Real, pelo Rei Filipe, em seguida João Lourenço será recebido em audiência por Federica Mogherini, alta representante da União Europeia para a política externa e segurança. Está de igual modo agendado um encontro entre o titular do poder Executivo angolano e o presidente do conselho europeu, Donald Tusk, no Conselho da União Europeia.

No mesmo dia, João Lourenço deverá também manter um encontro com a comunidade empresarial, do qual farão parte representantes da Câmara do Comércio e Indústria da Bélgica. Em seguida será recebido pelo secretário dos Estados membros da ACP -África, Caraíbas e Pacífico, Patrick Gomes. No final do dia, o Presidente vai encontrar-se com membros das associações da comunidade angolana na Bélgica e Luxemburgo.

Segundo o ministro de Estado para a Coordenação Económica, em entrevista a OPAÍS e à RNA ,concedida no Sábado, para que o país tenha um crescimento económico robusto, sustentável e menos vulnerável a choques externos, é necessário buscar no mundo aqueles com quem se deve ter parcerias.

Manuel Nunes Júnior anunciou, por isso, estar prevista a realização de um fórum económico com a classe empresarial belga dos mais diversos domínios, durante a visita do Presidente da República ao Reino da Bélgica,.

“Neste encontro, o Presidente da República vai explicar a evolução económica de Angola e os avanços que estão a ser feitos, sobretudo ao nível de investimentos”, explicou. Para Manuel Nunes Júnior, as prioridades de Angola passam pela diversificação da economia em que se crie um ciclo económico, no qual o produto de exportação não seja só o petróleo.

“Nós conseguimos fazer isso, desde que consigamos as parcerias mais apropriadas”, garantiu. Para que tal aconteça, explicou ser necessário que sejam feitos mais investimentos, sobretudo no sector da agricultura. “Porque o país tem de se tornar eficiente do ponto de vista alimentar, nós não podemos continuar como estamos hoje, em que quase tudo o que consumimos importamos”, disse.

Na Terça-feira, o Chefe do Estado deslocar-se-á a Antuérpia, onde deverá visitar, de acordo com o programa, o centro mundial de diamantes de Antuérpia e às instalações do porto internacional de Antuérpia.

O ministro de Estado para a Coordenação Económica explicou que a Bélgica é um centro importante de comercialização de diamantes, deste modo, referiu, sendo Angola um país produtor deve ter em consideração a Bélgica como um mercado importante.

“Por isso nesta visita estão previstos contactos com empresários neste domínio, que serão feito pelos responsáveis que em Angola dominam este tipo de matéria”.

Últimas Notícias