loader

IV Festival Internacional de Teatro e Artes de Luanda – Elinga 30 anos

Cumprida de 21 a 31 de Maio a primeira fase, com a presença de grupos teatrais de Angola, Portugal e Brasil, concertos musicais e exposições de pintura, o festival ELINGA 30 ANOS iniciou a segunda fase neste Domingo, 3 de Junho, com o Grupo Caixa Preta de Teatro, do Brasil, com a peça ‘A órfã do rei’, de José Mena Abrantes (que será reposta no dia seguinte)

O Grupo Caixa Preta de Teatro, o mais importante das artes cénicas do Vale da Ribeira, sediado na cidade de Registo, celebra este ano 24 anos de trabalhos ininterruptos e foi premiado este ano com o Prémio Governador do Estado 2018, oferecido pela Secretaria de Estado da Cultura de São Paulo.

Em recentes declarações, o seu director, Fabiano Muniz, referiu: “É sempre para nós uma grande alegria estrear um novo trabalho, este em especial por se tratar de um amigo querido e grande escritor angolano.

Trabalhar com a dramaturgia africana é para nós um privilégio e um desafio, por se tratar de um tema absolutamente contemporâneo, embora ele exprima uma passagem cruel da história, na óptica do universo feminino”.

A peça tem no seu elenco as actrizes Paloma Medeiros e Juliana Marsala, assistência de direcção de João Fonseca, preparação corporal de Emerson Trankas, supervisão artística de Fernando Barbosa, equipa de produção de Herick Villeiro e João Fonseca.

Últimas Notícias