loader

Mais de Kz 4 mil milhões para o sector social no cuanza-Norte

Kz 4 mil milhões, 979 milhões e 942 mil, dos 26 mil milhões, 966 milhões, 777 mil Kwanzas cabimentados pelo Orçamento Geral do Estado para 2018 (OGE), já foram disponibilizados pelo Ministério das Finanças para a execução de diversas acções sociais na província do Cuanza-Norte. A informação consta do comunicado final da III sessão ordinária do Governo da Província do Cuanza-Norte, realizada Sábado último, na vila de Camabatela, município de Ambaca.

O documento citado pela imprensa nacional refere que, do valor disponibilizado, 160 milhões e 342 mil Kwanzas correspondem a despesas da capital para Programas de Investimentos Públicos (PIP) que, no entanto, ainda aguardam por homologação do Ministério das Finanças.

No comunicado lê-se que os recursos já disponibilizados serão utilizados para a conclusão das distintas obras paralisadas na província. No mesmo documento, o governo local considera ínfimo o crédito orçamental atribuído à província. A reunião orientada pelo governador provincial, José Maria Ferraz dos Santos, recomendou aos gestores públicos a uma gestão disciplinada, parcimoniosa e rigorosa, comprometida com a resolução dos problemas do povo.

A III sessão ordinária recomendou às administrações municipais, entre outras acções, agir no sentido de definirem o modelo de edificação e gestão de mercados e feiras, bem como o programa de recuperação e manutenção das vias de acesso às zonas produtivas e turísticas da província e a necessidade urgente de adequação da situação da legalização de terrenos comunitários à respectiva legislação.

O Plano de Desenvolvimento do Planalto de Camabatela e a gestão dos mercados e feiras da província foram, entre outros temas, igualmente abordados durante o encontro. Dirigindo-se aos participantes no encontro, o governador da província do Cuanza-Norte, José Maria Ferraz dos Santos, disse que a realização da reunião do governo em Camabatela inaugura uma nova era na governação local, que permitirá aos membros do seu pelouro e administradores municipais conhecerem a realidade de outros municípios para a troca de experiências.

Com uma indústria a renascer, sobretudo no município de Cambambe (cidade do Dondo), a província do Cuanza-Norte é potencialmente agrícola, destacando-se a produção de citrinos. No planalto de Camabatela está concentrada a população animal (gado bovino), num dos maiores matadouros do país.

Últimas Notícias