loader

Rádio Despertar esclarece intrigas com a CA SA-CE

A direcção da Rádio Despertar esclareceu, ontem em Luanda, que acompanha com atenção “as insinuações e acusações” que vem sendo feitas contra este órgão de comunicação social, pela CA SA-CE, em virtude de ter noticiado, em primeira mão, um facto de interesse público que envolve partidos desta coligação.

Num comunicado de imprensa, enviado a O PAÍS, a direcção da Rádio Despertar diz estar consciente da responsabilidade social e moral que recai sobre os seus profissionais que fazem o dia-a-dia informativo e formativo. Acrescenta que em 10 anos de existência e de desempenho se “tornou no modelo de um novo modo de comunicar, dando voz aos sem voz”, enquanto veículo legitimado pela sociedade para divulgar notícias.

Reforça que a emissora não fabrica factos nem julga protagonistas, mas assume o dever profissional e de cidadania de obter um conhecimento profundo, informar com exactidão e isenção o seu público-ouvinte, contribuindo dessa forma para a for mação de uma consciência cidadã. Aproveitou a ocasião para esclarecer que não tem nenhum interesse na desestabilização da CASA-CE, alegando não ter sido a Rádio Despertar a dar origem a notícia sobre alegados desvios de fundos, mas o conflito de interesses entre os seus componentes.

O comunicado avança que envidou esforços em busca do respectivo e devido contraditório, junto da instituição político-partidária visada, sem ter logrado os resultados desejados. Finalmente, informa que a Rádio Despertar decorre dos acordos de paz para Angola, assinados entre a UNITA e o Governo de Angola e, como tal, considera a emissora propriedade do povo angolano e um instrumento ao serviço da democracia.

Últimas Notícias