Académica aguarda verbas para “atacar” segunda volta

Com o objectivo de se manter no Girabola Zap, a Académica do Lobito (Benguela) espera pela alocação das verbas por parte do patrocinador, a Sonangol, para continuar a trabalhar e tombar os adversários em casa. Amanhã recebe o Sporting de Cabinda para a 16ª jornada

POR: Mário Silva

A Académica do Lobito (Benguela), quinto classificado do Girabola Zap com 20 pontos, aguarda pelas verbas do patrocinador para suportar as despesas da segunda volta do Campeonato Nacional. O director para o futebol da formação lobitanga, Duarte Esquerdinho, disse ontem a O PAÍS que a Sonangol prometeu que nos próximos dias vai disponibilizar as verbas. Assim, a direcção aguarda pacientemente os valores para a realização de despesas, uma vez que a segunda volta começa neste fim-de-semana. Os lobitangas, que defrontam amanhã o Sporting de Cabinda, aguentaram a primeira volta graças aos pequenos apoios conseguidos pela direcção.

Duarte Esquerdinho adiantou que os lobitangas estão na prova para assegurarem a manutenção, bem como fazer uma prova regular dentro e fora de casa. O responsável fez saber que a prestação da primeira volta satisfez os objectivos da equipa técnica e da direcção do clube. Por isso, estão de regresso e focados nos adversários de peso no Campeonato Nacional, uma vez que precisam de 13 ou 14 pontos para se manter na prova. “Sabemos que será difícil jogar para nos mantermos na posição em que nos encontramos, mas temos armas suficientes para superar”, perspectivou o dirigente lobitanga.

Por essa razão, Duarte Esquerdinho revelou que o clube contratou Lindala, ex-Interclube, para reforçar o sector defensivo. Amanhã, a jogar em casa, os estudantes querem travar o Sporting de Cabinda, formação que impôs um empate sem golos ao 1º de Agosto, na semana passada. Na primeira volta, os comandados de Rui Garcia perderam, por 0-2, em Cabinda, no entanto em casa querem mostrar que mandam e que o foco será sempre a luta pelos três pontos.