Chefe de Estado regressou ao país

O Presidente da República João Lourenço regressou na manhã de ontem, Quarta-feira, à cidade de Luanda, vindo de Bruxelas (Bélgica) onde efectuou uma visita de Estado de 48 horas, na senda do reforço da cooperação entre os dois países.

No Aeroporto Internacional 4 Fevereiro, João Lourenço, acompanhado pela primeira dama, Ana Dias Lourenço, recebeu cumprimentos de boas-vindas, designadamente do vice- Presidente da República, Bornito de Sousa, de auxiliares do Poder Executivo e de altos funcionários do seu gabinete. Na Bélgica, última etapa de uma digressão europeia que o levou igualmente à França, João Lourenço encontrou-se com o Rei Filipe, a vice-presidente da União Europeia, Federica Mogherini, o presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk, e com o secretário-geral do Grupo África-Caraíba-Pacífico, Patrick Gomes.

João Lourenço manteve, na capital belga, um encontro com empresários ligados à Câmara de Comércio, Indústria e Agricultura-África- Caraíbas-Pacífico (ACP), convidando-os a investir no país. Em Antuérpia, última etapa da visita, o Chefe de Estado visitou o centro mundial de importação, exportação e comercialização de diamantes e esteve no Instituto de Medicina Tropical e no escritório da companhia Antwerp World Diamond Centre (AWDC), inteirando- se igualmente do funcionamento do porto de Antuérpia.

França

Em Paris, primeira etapa da visita, o Presidente angolano reuniu-se com o seu homólogo francês, Emmanuel Macron, tendo os dois estadistas adoptado uma Declaração Presidencial referente à cooperação estratégica bilateral. Acordos de cooperação nos domínios da Defesa; Agricultura, Convenções com a Agência Francesa de Desenvolvimento (AFD) e sobre a subvenção dos estudos com o Fundo para Expertise e o Reforço das Capacidades da Agência Francesa de Desenvolvimento; e Estabelecimento do Proparco – Promoção e participação para Cooperação Económica – filial da AFD para o sector privado foram rubricados. João Lourenço visitou unidades fabris da companhia aeronáutica Airbus, bem como a montadora ATR (Aviões de Transportes Regionais); a sede da UNESCO; Escola Politécnica (Paris); Liceu Agrícola; Instituto Nacional de Investigação Agronómica em Auzeville (Toulouse); Cooperativa Agrícola Arterris (Castelnaudary, Toulouse); participou num fórum económico com 80 empresários influentes em França e com a comunidade angolana em França.