loader

Kabuscopr do Palanca abre segunda volta sem Traguil

A formação da Rua F recebe hoje o Recreativo da Caála do Huambo, em partida referente à 16ª jornada do Girabola Zap, no Estádio dos Coqueiros, em Luanda, às 17:00.

POR: Sebastião Félix

O Kabuscorp do Palanca, sem o técnico Sérgio Traguil no comando, abre hoje a segunda volta do Girabola Zap com o Recreativo da Caála do Huambo. No Estádio dos Coqueiros, em Luanda, às 17:30, o emblema do Palanca, às ordens de Quim Manuel, quer mandar em casa. Mesmo com algumas baixas no plantel, a equipa da Rua F do Palanca quer desforrar-se do desaire da primeira volta.

O Kabuscorp, na altura orientado por Traguil, que abandonou o clube por desentendimento com alguns atletas, perdeu por uma bola a zero. Assim, os pupilos de Quim Manuel entram com o objectivo de ir recuperarando os seis pontos perdidos no primeiro turno por causa do caso Rivaldo. Como ainda sonham com a conquista do campeonato, pois perder não faz parte dos seus objectivos na prova nacional. O regresso do médio Doutor Lami ao onze satisfaz os colegas, uma vez que é um atleta influente nas manobras ofensivas.

Lundas começam em casa

Hoje, o Sagrada Esperança recebe o Domant do Bengo, no Estádio do Dundo, às 15:00. Os lundas perderam na primeira mão, por isso, também querem a desforra. O técnico do Sagrada, Ekran Esma, adiantou que em casa querem começar com o pé direito. “Vamos começar a segunda volta em casa com o objectivo de vencer o adversário da província do Bengo”, adiantou o técnico da formação diamantífera. Aliás, aproveitaram a pausa para corrigir o que estava mal, porque os objectivos na prova nacional são sempre os mesmos. Deste modo, a formação do Bengo terá muitas dificuldades para se impôr, mas quer repetir a proeza. Mesmo os lundas não se encontrando bem no Campeonato Nacional, acreditam que o Domant não levará os três pontos.

Últimas Notícias