Carta do leitor: Sonhar viajar

Caro director, O dinheiro ficou esperto e nos foge do bolsos e não sei onde vai se esconder, Mas mesmo assim, com falta de dinheiro, acho que poderíamos ter bons momentos. Falta oferta de motivos de interesse para o cidadão.

POR: Roberto Kiala

quem não tem muito dinheiro para viajar. ou não tem uma fazenda, se não quer encarar a confusão das praias de Luanda, tem mesmo de ficar em casa. É uma pena. Falta distracção na cidade. Bons programas turísticos internos mesmo para quem vive na cidade. Bons parques para piqueniques, faltam parques para as crianças se divertirem. Faltam também ruas boas para caminhar. Assim, caro director, os luandenses, depois de saírem da igreja, só lhes sobra beber com os amigos, ou ficar em casa sem fazer nada, porque mesmo para visitar os parentes é preciso levar alguma coisa, a vida está dura para todos. Eu quero aproveitar a Carta do Leitor para sugerir aos luandenses para não se desesperarem, podem lembrar as brincadeiras de antigamente e pôr toda a família a brincar. Podem fazer o jogo de passear a pé por Luanda, pode até ser divertido e descobrir encantos que a cidade tem e que não vemos no dia-adia. Mas é preciso ter imaginação, porque senão, por mais domingos que haja, não podemos ir a lado nenhum vai nos levar a lado nenhum, ficamos só a lamentar o kwanza que foge do bolso.