Dom Jaka já apascenta o seu rebanho em Benguela

O prelado foi recebido com júbilo pela comunidade católica nesta parcela do território do litoral Sul de Angola

POR: Constantino Eduardo, em Benguela

Dom António Francisco Jaka assumiu ontem, Sexta-feira, 8, a direcção da Diocese de Benguela, na sequência da sua nomeação para o cargo pelo Papa Francisco, a 26 de Março deste ano. Fiéis católicos em Benguela desejam que, à semelhança do seu predecessor, Dom Eugénio Dal Corso, a acção apostólica de Dom António Jaka seja coroada de muitas bênçãos e que a Divina Providência ilumine a sua caminhada à frente dos destinos da Igreja Católica. O bispo emérito, Dom Óscar Braga, é uma dessas pessoas e espera que se lhe proporcione o mesmo carinho que foi dado a ele.

No Aeroporto Internacional da Catumbela, o novo bispo recebeu cumprimentos de boas-vindas do bispo cessante, Dom Eugénio Dal Corso, do bispo Emérito, Dom Óscar Braga, e da vice-governadora para o sector político e social, Deolinda Valiangula, de quem se soube que as relações do Governo Provincial com a Igreja Católica são bastante sólidas e que se recomendam. Deolinda Valiangula sublinhou que, embora esteja há pouco no cargo, sabe que o executivo desde sempre viu na igreja um grande parceiro. Em declarações à imprensa, momentos após ter desembarcado, Dom António Jaka disse que não foi a Benguela sozinho, mas sim com aquele que lhe enviou para a sua missão divina. “Deus está comigo”, afirmou, acrescentando que foi a Benguela para “ servir a comunidade local”. Dom António Jaka é o quarto bispo da Diocese de Benguela e substitui no cargo Dom Eugénio Dal Corso, que esteve 10 anos à frente da igreja.

Segundo Dom Manuel Imbamba, porta-voz da Conferência Episcopal de Angola e São Tomé e Príncipe (CEAST), até que se nomeie o novo Bispo para Caxito (Bengo), Dom António Jaka vai desempenhar a função de administrador apostólico.

O novo Bispo

Dom António Francisco Jaka, de seu nome completo, nasceu no Quéssua, província de Malanje, a 3 de Novembro de 1963, Filho de Francisco Jaka e de Rosa António. Feitos os estudos primários e secundários, entrou no Seminário Propedêutico de Malanje. De 1981 a 1984, frequentou os estudos filosóficos no Seminário Arquidiocesano de Luanda. Em 1985, começou o Noviciado junto do Instituto dos Verbitas em Kinshasa (República Democrática do Congo) e, em 1987, emitiu os primeiros votos. Fez a profissão dos votos solenes em 1990, depois de ter concluído o Curso de Teologia no Seminário dos Missionários de Scheut (Teologado Eugénio de Mazenot) em Kinshasa. Foi ordenado diácono em 1991 e, no mesmo ano, a 29 de Setembro, recebeu a Ordenação sacerdotal em Malanje, pelas mãos de Dom Eugénio Salessu, então Bispo daquela Diocese. No dia 6 de Junho de 2007, é nomeado pelo Santo Padre, o Papa Bento XVI, Primeiro Bispo da recém-criada Diocese de Caxito.