Investigação científica pode melhorar qualidade de ensino

O vice-reitor da Universidade Mandume Ya Ndemufayo para os Assuntos Académicos e Vida Estudantil, José Calunia Pedro, apontou a investigação científica como um dos métodos fundamentais para a melhoria da qualidade de ensino.

Falando na cerimónia de encerramento das quartas jornadas científicas estudantis da Escola Superior Pedagógica do Namibe que decorreu durante dois dias, sob o lema “ A investigação científica, uma via para transformar a realidade da educação”, salientou que a investigação científica ajuda os futuros e actuais professores a encontrarem os novos caminhos e métodos de ensino. Relativamente ao evento, considerou à Angop uma via de transformação da consciência nacional dos jovens que doravante poderão dar continuidade aos vários projectos de desenvolvimento de Angola e da província em particular.

José Calunia Pedro disse que os jovens formados em várias especialidades são fruto do trabalho investigativo dos professores que ao longo dos anos académicos procuram transmitir conteúdos não só académicos, mas também os realcionados com os problemas que ainda afectam a sociedade praticados com maior incidência por jovens que ainda poderiam contribuir positivamente para o desenvolvimento da Nação. Apelou aos professores e estudantes para continuarem a apostar na investigação científica, buscando novas ferramentas de ensino e aprendizagem, dando assim um contributo na melhoria do sistema de ensino.

Durante as jornadas foram debatidos temas ligados ao ensino da didáctica geral, o uso das TICs no processo de ensino e aprendizagem de química, o tratamento de problemas sociais no processo educativo do ensino superior, a educação ambiental e para a saúde na escola, entre outros. O evento teve como objectivo promover o intercâmbio científico estudantil no ensino superior pedagógico para transformar a realidade da educação.