Manuel Augusto terminou périplo pelo Norte da Europa

O ministro das relações Exteriores efectuou no dia 8 de Junho uma visita oficial ao reino da Noruega, no quadro do périplo por alguns países da Europa.

Em Oslo, segundo nota do Ministério das Relações Exteriores, Manuel Augusto disse que a visita ao país da Europa do Norte ocorreu pelo facto da Noruega ser um dos tradicionais parceiros de Angola independente e com o qual o nosso país mantém, actualmente, relações excelentes de cooperação no domínio dos petróleos e das pescas. No entanto, apesar desta excelência, ressaltou que a Angola pretende reforçar a cooperação com a Noruega, abrindo outras frentes de colaboração.

Manuel Augusto informou ainda ter mantido um encontro com a sua homóloga norueguesa, durante o qual foi assinado um Memorando sobre Consultas Políticas, em que estão acentuados os contactos mantidos entre os dois ministérios, assim como questões económicas.

Este instrumento político, acrescentou, servirá de plataforma para os sectores técnicos dos respectivos países desenvolverem as suas actividades sempre que for necessário.

O chefe da diplomacia angolana destacou igualmente a visita que efectuou ao Instituto de Relações Internacionais da Noruega, onde teve a oportunidade de trocar informações, com altos funcionários e pesquisadores do Ministério dos Negócios Estrangeiros norueguês, referentes evolução da situação política angolana e assuntos da África Austral e ocidental.

A agenda do ministro contemplou ainda, um almoço de trabalho com a comunidade de negócios, representada pela Confederação de Empresários noruegueses e também com os líderes das principais empresas que já têm interesse em Angola.

Antes fora a Dinamarca

Sobre a visita à Dinamarca, Manuel Augusto destacou a participação na VII Reunião dos Ministros dos Negócios Estrangeiros dos países nórdicos com os homólogos africanos, decorrida de 6 a 7 de Junho em Copenhaga, capital da Dinamarca. Sublinhou ter-se tratado de uma reunião muito importante, em que foram passadas em revista as últimas evoluções verificadas no continente africano, em termos de desenvolvimento, combate à pobreza e todo o esforço efectuado para alcançar desenvolvimento sustentável.

Segundo o Titular do Ministério das Relações Exteriores, a presença africana foi significativa, tendo cerca de quinze ministros africanos comparecido ao evento, que contou, também, com a presença de todos ministros dos Negócios Estrangeiros dos países nórdicos.

Tratou-se de uma ocasião èm que, durante dois dias, proporcionou uma rica troca de experiências e também o compromisso de nas várias instâncias, particularmente ao nivel das Nações Unidas, trabalhar mais de perto e explorar as similaridades que existem entre alguns países africanos e os países nórdicos, assinalou o ministro.

Na Dinamarca, o ministro das Relações Exteriores manteve igualmente encontros bilaterais, nomeadamente com o seu homólogo da Finlândia, um país com boas referências e muito visitado por cidadãos angolanos durante muitos anos e, que também tem boa experiência para partilhar com Angola.

No seu balanço do períplo efectuado à europa, Manuel Augusto considerou ter-se tratado de uma visita útil, de que espera que venha a proporcionar bons resultados e permitir abrir o caminhos para que sectores técnicos competentes do Governo e do ramo económico entrem em acção, no âmbito da diplomacia económica.