Ana Maria de Oliveira comemora 19º aniversário de Kauyka com actividades recreativas na UEA

A escritora dedicase à literatura infantil, privilegiando as primeiras idades de leitura, com ilustração que cativa o interesse da criança e a narração que dá encanto à estória

Texto de: Augusto Nunes

O átrio da União dos Escritores Angolanos, em Luanda, foi o local escolhido para comemoração dos 19 anos de “Kauyka”, uma colecção de histórias infantis da escritora Ana Maria de Oliveira A ctividade inserida no mês da criança em geral e da Criança Africana, em particular, a assinalar- se este Sábado, 16, é uma iniciativa da escritora em parceria com a União dos Escritores Angolanos.

A colecção “Kauyka”, constituída por cinco livros inicialmente editados em língua portuguesa com os títulos: “Nasceu Kauyka”, “Kauyka Já Engatinha”, “Kauyka Dá Os Primeiros Passos”, “Kauyka Tem Um Irmão” e “Kauyka Vai à Escola”.

O projecto visa permitir o acesso das crianças a leituras complementares nas línguas nacionais, visando a sua inserção no sistema de ensino regular e facilitar a sua utilização pelas diferentes franjas da sociedade ao nível nacional. Para dar mais sustentabilidade ao projecto, foi-lhe imprimido um árduo processo de tradução em línguas maternas, que permitiu a edição desta colecção nas línguas Kimbundu, Umbundu, Kikongo, Cokwe, Nganguela e Oshikwanyama, estando ainda no prelo as edições em língua Luvale, Nyaneka e Ibinda. Colecção já editada em línguas maternas Inicianda em língua nacional Kimbundu, a referida colecção é constituída pelos títulos “Kauyka Amuvwala”, “Kauyka Yuxena kya”, “Kauyka Yumateka Kwenda”, “Kauyka Wexena Mona Diala” e “Kauyka Yuya Kuxikola”.

Já em relação à língua nacional Umbundu, a colecção inclui os títulos “Kauyka Wacitiwa”, “Kauyka Oyandava”, “Kauyka Osembula Kolomahi”, “Kauyka Kaliye Okwete Manji Yaye” e “Kauyka Enda k´osikola”. Juntam-se as colecções em Kikongo, com os títulos “Kauyka Wutukidi”, “Kauyka Yantikidi Komvuna”, “Kauyka Wata Ntambi Zantete”, “Kauyka Mpangi Mosi Kena Wawu” e “Kauyka Wuna Kwenda Kusikola”. Segue-se a colecção em Cokwe com os títulos “Kauyka Hasemua”, “Kauyka kanakalala”, “Kauyka Haputuka Kwenda”, “Kauyka Hapwa Nyi Mwanakwo” e “Kauyka Haptutuka Kulinonguesa”. Já em língua Nganguela, a colecção inclui os títulos “Nasemuka Kauyka”, “Kauyka Aku Kalava”, “Kauyka Aku Tomboka”, “Kauyka Ali Na Ndumbwendi” e “Kauyka Akuya Um Kulilonguesa”.

Termina com a edição em Oshkwanyama com os títulos “Edalo la Kauyka”, “Kauyka Otelikoko Nokuli”, “Kauyka Tatameke Okweenda”, “Kauyka Tashikulwa” e ”Kauyka Okwatameka Kuya Koshikola”. Iniciativa O projecto visa garantir o acesso das crianças a leituras complementares em línguas nacionais, visando a sua inserção no sistema regular de ensino e a sua facilitação junto aos falantes dessas línguas. A escritora Ana Maria de Oliveira é educadora social e antropóloga.

Natural de Luanda, licenciou–se na Universidade Nova de Lisboa, dedicando a maior parte da sua investigação a temas ligados aos costumes e práticas das comunidades angolanas. Tem publicadas as obras “Angola e a Expressão da sua Cultura Material” (1992) e “Elementos Simbólicos do Kimbanguismo” (1994). Foi também ministra da Cultura, de 1993 a 1999.

Actualmente é deputada à Assembleia Nacional, e como mulher de Cultura dirige a sua atenção a uma nova área, a literatura infantil, onde já publicou cinco obras do seu projecto Kauyka, uma colecção de histórias infantis.