loader

Análise Diária: Taxa de inflação de Luanda referente ao mês de Maio situou-se em 1,20%

A variação dos preços durante o mês de Maio apresentou aumento de 20,65% em termos homólogos

POR: Atlantico

Espaço Angola

O Índice de Preços no Consumidor, tendo como referência Luanda, apresentou durante o mês de Maio uma variação mensal de 1,20%, sendo que em termos homólogos aumentou 20,65%. A produção petrolífera fixou-se em 1,525 milhões de barris/dia, no mês de Maio, o que corresponde a um aumento de 14 mil barris/ dia face ao mês anterior, segundo o relatório mensal da OPEP.

Espaço Internacional

EUA: O Índice de Preços no Consumidor apurado no mês de Maio registou variação de 2,8% em termos homólogos, um incremento de 0,3 p.p., face ao período anterior.  Reino Unido: A taxa de desemprego ILO registada no mês de Abril manteve-se estável, pelo terceiro mês consecutivo, fixando- se em 4,2%.

Visão Atlantico

O Índice de Preços no Consumidor, tendo como referência Luanda, apresentou durante o mês de Maio uma variação mensal de 1,20%, sendo que em termos homólogos aumentou 20,65%. Durante o período em análise destaca-se que a taxa de inflação acumulada atingiu 6,41%, um incremento de 1,26 p.p. face ao mês anterior. Se por um lado os preços das classes de “Lazer, Recreação e Cultura (Classe 09)”, “Bens e Serviços Diversos (Classe 12)” e “Vestuário e Calçado (Classe 03)” registaram as maiores variações de 2,30% 1,53% e 1,32%, respectivamente, por outro lado, as classes de “Alimentação e Bebidas não Alcoólicas (Classe 1)”, seguida da classe de “Bens e Serviços Diversos (Classe 12)” e de “Vestuário e Calçado (Classe 03)” apresentaram as maiores contribuições para a taxa de inflação apurada com 44% e 12,53% e 10,05% do total, respectivamente. Importa ressaltar que para o ano corrente a taxa de inflação homóloga deverá situar-se em 23%, conforme previsão apresentada no Plano de Desenvolvimento Nacional 2018-2022.

O Índice de Preços no Consumidor apurado no mês de Maio registou variação de 2,8% em termos homólogos, um incremento de 0,3 p.p., face ao período anterior, o nível mais elevado desde Fevereiro de 2012, quando se fixou em 2,9%. Na comparação mensal verificou-se um incremento de 0,2%, no ritmo de crescimento da inflação apura da em Maio, impulsionado principalmente pelo aumento dos preços da gasolina, em 1,7%. Destaca-se que a divulgação da taxa de inflação acontece numa altura em que o Comité de Política Monetária da Reserva Federal norte-americana (Fed) encontra-se reunido, evento em que se perspectiva que a instituição aumente a taxa de juro de referência em 0,25p.p., para o intervalo 1,75%-2%.

Últimas Notícias