loader

Bolsas europeias em baixa com aumento de tensões entre Pequim e Washington

As principais bolsas europeias estavam hoje em baixa, preocupadas com recrudescimento das tensões comerciais entre Pequim e Washington. Cerca das 09:00 em Lisboa, o EuroStoxx 600 estava em baixa, a recuar 0,97% para 382,17 pontos.

As bolsas de Londres, Paris e Frankfurt desciam 0,66%, 1,18% e 1,49%, bem como as de Madrid e Milão, que recuavam 1,15% e 1,38%, respectivamente.

Depois de ter aberto em baixa, a bolsa de Lisboa mantinha a tendência e, cerca das 09:00, o principal índice, o PSI20, estava a cair 0,87% para 5.521,01 pontos.

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, ordenou a imposição de novos impostos alfandegários a produtos importados da China, que entretanto advertiu que tomará novas medidas sobre o assunto.

Perante o recrudescimento da guerra comercial entre os dois países, o banco central da China injectou liquidez no sistema financeiro.

No último fim de semana, a China respondeu contundentemente aos Estados Unidos com a imposição de novas barreiras alfandegárias no valor de 50.000 milhões de dólares, uma decisão que confirmou o fim da trégua entre as duas potências mundiais.

Em Nova Iorque, a bolsa de Wall Street terminou em mista na segunda-feira, com o Dow Jones a cair 0,41% para 24.987,47 pontos, depois de ter subido em 26 de Janeiro até aos 26.616,71 pontos, actual máximo desde que foi criado, em 1896, e o Nasdaq a avançar 0,01% para 7.747,02 pontos, depois de ter subido em 14 de junho até aos 7.761,04 pontos, actual máximo de sempre.

A nível cambial, o euro abriu em alta no mercado de divisas de Frankfurt, a cotar-se a 1,1624 dólares, contra 1,1617 dólares no fecho de segunda-feira.

O barril de petróleo Brent para entrega em Agosto abriu hoje em baixa, a cotar-se a 74,84 dólares no Intercontinental Exchange Futures (ICE) de Londres, menos 0,57% do que no encerramento da sessão anterior..

Últimas Notícias