loader

Senegal: a última esperança africana frente a Polónia

Os Leões da Teranga são obrigados a vencer hoje os Bialo Czerwoni para dignificar o continente na festa do desporto rei em solo russo.

O Senegal, por ser a última equipa africana a entrar em cena no Mundial que decorre na Rússia, tem hoje responsabilidades acrescidas. Na primeira jornada do grupo H, os Leões da Teranga enfrentam a Polónia, na cidade de Moscovo, às 16:00. Na festa do desporto rei, em solo russo, o continente africano ainda não venceu qualquer partida, aliás começa bem, mas escorrega sempre na ponta final. Com uma equipa a altura das encomendas e com atletas que militam nos melhores clubes da velha Europa, os senegaleses querem surpreender os Bialo Czerwoni.

Por isso, Cheikhou Kouyate, Sadio Mane e outros têm a obrigação de contrapor os colegas do avançado Lewandowsk. Tudo indica que a Polónia é uma equipa forte em termos defensivos e ofensivos, mas o Senegal dificilmente cai nas estreias. Em 2002, no Mundial da Coreia do Sul e do Japão, os Leões da Teranga deixaram para trás, na primeira jornada, a França de Zinedine Zidane. Nesse ano, os senegaleses tiveram uma campanha que impressionou o mundo. Contribuíram para o desfecho negativo da França na prova. O avançado El Hadji Diouf foi a estrela de maior referência do conjunto. Com os seus dribles, passou os melhores defesas da época.

Últimas Notícias