loader

Bispo defende requalificação da Ponta do Padrão

O bispo da diocese de Mbanza Kongo, província do Zaire, Dom Vicente Carlos Kiaziku, advogou Domingo, no município do Soyo, a necessidade da reabilitação urgente da Ponta do Padrão, local onde desembarcaram os primeiros missionários portugueses em Angola, no longínquo ano de 1491.

Em declarações à Angop, à margem da visita que o Núncio Apostólico em Angola, Dom Petar Rajic efectuou ao local, o prelado deplorou o estado de abandono a que se encontra votado o referido sítio histórico, que no século XV testemunhou o processo de evangelização cristã na África Subsahariana.

“Caso não se tome medidas de contenção, poderemos perder este local de grande importância cultural e histórica para o nosso país, pois assiste-se uma invasão constante das águas do mar”, alertou.

Dom Carlos Kiaziku espera que as autoridades competentes tomem a peito esta situação, desenvolvendo acções concretas para impedir a sua destruição, bem como edificando outras infra-estruturas de apoio. Referiu que a nível da igreja católica há um plano destinado à construção de um santuário nesta localidade, cuja iniciativa conta também com o apoio dos ex-seminaristas que se predispuseram em financiar parte do projecto.

“A materialização desse desiderato dignificaria a importância histórica deste local, onde em 1491 desembarcaram os primeiros missionários portugueses, dando assim início ao processo de evangelização cristã na África subsaariana”, enfatizou.

Para o bispo, tal como muitos cristãos visitam Roma, os muçulmanos vão à Meca e outros crentes deslocam-se à Jerusalém, Angola precisa também de potenciar os seus pontos históricos e culturais para a atracção de mais turistas.

Últimas Notícias