loader

“não quero saber”, dizia o casaco de Melania a caminho das crianças no Texas

Elogiada por muitos por ter afirmado que “detesta ver crianças separadas dos seus pais”, e pela visita inesperada a um centro de detenção de crianças, Melania levantou novas questões com o casaco da Zara que usou Quando embarcou no avião que a levaria ao Texas, para visitar um centro de detenção de crianças em McAllen, Melania Trump usava um casaco da Zara com a seguinte mensagem nas costas: “Eu não quero saber. E tu?”

(I really don’t care. Do u?) A indumentária da primeiradama desta Quinta-feira tem levantado a questão de lhe poder ser atribuída uma leitura política, ou não, em relação à atual situação dos imigrantes ilegais nos EUA, que tem valido a Donald Trump duras críticas políticas e sociais nas últimas semanas. “É um casaco.

Não havia uma mensagem escondida. Depois da importante visita de hoje ao Texas, espero que os media não se foquem no seu guarda-roupa”, afirmou a porta-voz de Melania, Stephanie Grisham, a um jornalista por e-mail, conta o Guardian .

A questão de haver, ou não, uma mensagem implícita nas costas do casaco (à venda na Zara por 39 dólares – 33 euros) escolhido por Melania não é de todo clara.

Mais certo é, recorda o mesmo jornal britânico, que é inusitado ver a primeira-dama com roupas relativamente baratas. Na cimeira do G7 no ano passado, por exemplo, usou um casaco que custava 58 mil euros.

Depois de desembarcar no Texas, Melania visitou um centro de detenção de crianças imigrantes, algumas delas separadas dos pais, imigrantes ilegais, Melania perguntou: “Como posso ajudar estas crianças a reunirem-se com as suas famílias o mais depressa possível?”

A visita, que foi “100% ideia da primeira-dama”, garantiu a Casa Branca, aconteceu depois de Donald Trump assinar uma ordem executiva para acabar com a separação das famílias, na sequência da forte pressão política e social que tem recebido pela sua política de “tolerância zero”.

O Presidente dos EUA afirmou que a primeira-dama e a sua filha mais velha Ivanka influenciaram a sua decisão, lembrava o Guardian . No início desta semana, Melania Trump havia já afirmado, através de um comunicado, que “detesta ver crianças separadas dos seus pais”, embora tenha então apontado o dedo a “ambos os lados”, republicanos e democratas.

Nessa altura, a sua porta-voz disse ainda que Melania “acredita que temos de ser um país que cumpre a lei, mas também um país que governa com coração”

Últimas Notícias