loader

Agricultura espera colher mais de cinco mil toneladas de café este ano

A exploração do café em Angola processa-se numa área total de 50 mil hectares e envolve 25 mil famílias e 425 empresas A campanha de colheita do café referente ao período 2017/2018 foi aberta na última Sexta-feira, na cidade da Gabela, município do Amboim, província do Cuanza- Sul, em acto presidido pelo Secretário de Estado para a Agricultura e Florestas, André de Jesus Moda.

O acto decorreu numa das fazendas cafeícolas do Amboim e contou com a participação de directores nacionais ligados ao ministério da Agricultura, entidades do Governo da província, empresários ligados ao sector do café e população em geral.

O director-geral do Instituto Nacional do Café, João Ferreira da Costa Neto, anunciou que na presente safra espera-se colher em todo país cinco mil 680 toneladas de café robusta e 160 toneladas de arábica, estando a liderar as províncias produtoras a do Cuanza-Sul, onde se espera colher três mil 510 toneladas. Fez saber que presentemente a exploração do café em Angola processa- se numa área total de 50 mil hectares e envolve 25 mil famílias e 425 empresas.

João Ferreira Neto considerou que o actual ambiente do mercado internacional concorre para o relançamento da cultura do bago vermelho, justificando os preços atractivos praticados na venda do café. “O preço do café comercial no mercado internacional é animador, com o quilo a rondar os USD 1.7 a 1.8, enquanto noutros mercados como o europeu, os preços variam entre oito a 10 Euros por quilograma.

Quanto ao preço no mercado interno, João Ferreira Neto adiantou que o quilograma de café mabuba ronda os Kz 150, enquanto cada quilograma de café comercial custa entre Kz 350 a400. João Ferreira Neto apelou aos produtores no sentido de redobrarem esforços para responderem aos desafios do Executivo na diversificação da economia.

Últimas Notícias