loader

Cidadão morto por causa de um cabrito na Chibia

O homem, que não resistiu aos golpes desferidos na região do crânio por alguém que dizia ser seu amigo, morreu do imediato.

Um cidadão de 38 anos de idade foi morto à catanada por causa de um cabrito que pedira por empréstimo a um amigo, em 2006, localidade de Mutwe Wongombe, no município da Chibia, na Huíla. O homem que não resistiu aos golpes desferido na região do crânio, por alguém que dizia ser seu amigo, morreu de imediato.

Apesar de este crime ter ocorrido no dia 14 do corrente mês, as autoridades policiais na Huíla tornaram público apenas na última Quarta-feira. O director do Gabinete de Comunicação e Imprensa Institucional do Comando Provincial da Polícia Nacional na Huíla, Carlos Alberto, classificou o crime de homicídio voluntário e disse que o suposto autor encontra-se em fuga. Durante a realização do tradicional balanço semanal da situação operativa, o superintendente disse que o crime ocorreu por volta das 14 horas, quando o acusado, em estado de embriagues, dirigiu-se à residência da vítima empunhado o referido objecto contundente, normalmente utilizado na actividade agrícola, com a intenção de cobrar o animal que emprestara. “Desentenderam-se pelo facto de a vítima ter supostamente alegado que não tinha condições para devolver o cabrito.

O suspeito desferiu- lhe dois golpes na região craniana, causando-lhe morte imediata”, detalhou. No mesmo período, foram registados mais dois homicídios voluntários nos municípios do Lubango e da Jamba, um em cada um. No Lubango, um homem de 52 anos de idade foi morto na via pública, no bairro Ferrovia. De acordo com o relatório policial, José Cardoso dos Santos, foi atacado por supostos meliantes não identificados quando este regressava de um convívio, tendo sido atacado com um instrumento corto-perfurante. “Este crime de homicídio voluntário, com recurso a um instrumento cortante (não identificado) não apreendido, foi praticado por cidadãos ainda não identificados e o móbil do crime também é ainda desconhecido”, frisou. Já no município da Jamba, isto no dia 17, um outro cidadão não identificado foi morto quando tentava subtrair de uma residência uma motorizada de marca TVS.

O crime foi praticado por cidadãos nacional de 24 anos idade, já detido pela Polícia. No período compreendido entre de 12 a 21, o Comando Provincial da Polícia Nacional, registou a ocorrência de 75 crimes de natureza diversa, mas 17 que em igual período anterior. Estes crimes estão consubstanciados em homicídios, violações sexuais, furtos e roubos. Administrativamente, estes crimes ocorreram nos municípios do Lubango (45), Chibia (10) e Caconda (cinco). Fruto do trabalho policial, procedeu- se a detenção de 64 cidadãos nacionais como presumíveis autores. No que toca a sinistralidade rodoviária, foram registados 30 acidentes de viação, com dois mortos e 24 feridos, alegadamente causados por excesso de velocidade e ultrapassagem irregular. Ainda nesta semana, foram detidos cinco cidadãos nacionais por conduzirem sob influência de álcool e foram igualmente aplicadas 353 multas por diversas infrações ao código de estrada e legislação conexa.

Últimas Notícias