loader

Assédio: Assédio sexual ‘trava’ progressão de cantora no Lubango

Com 12 músicas escritas e três gravadas no estilo “guetto zouk”, Advel Catengue trabalha sozinha, pelo facto de ter sido assediada várias vezes por empresários e promotores de eventos

POR: João Katombela, na Huíla

Sem revelar nomes dos supostos assediadores, a jovem, estudante da 13ª classe do curso de Geografia e História, afirmou que, este é um dos motivos pelos quais ainda não atingiu o progresso desejado na carreira musical. Por recusar-se a ceder favores sexuais várias vezes solicitados por alguns a troco de patrocínio, Advel Catengue explica que não tem sido fácil levar avante a carreira dos seus sonhos, já que grande parte das pessoas com as quais trabalha, quer em troca sexo.

“Não tem sido fácil realizar aquilo que eu sempre sonhei, que é fazer música, canto já há alguns anos, a solo canto há um ano, já trabalhei com produtores e empresários que nem adianta citar nomes e rompemos porque eles assediaram-me, queriam ir comigo para a cama a troco de realizar o meu trabalho musical e eu não aceitei”, contou. Apesar destas vicissitudes, a jovem acredita no seu talento e tem esperança de um dia pisar palcos com grandes nomes da música nacional. Para o efeito, disse, tem estado a trabalhar com alguns produtores da cidade. Para a promoção do seu trabalho, ela conta com a ajuda de algumas administrações municipais, que a têm convidado para actuar nas suas actividades, bem como em algumas rádios da urbe.

No entanto, ainda necessita de apoio financeiro para a gravação da sua primeira obra discográfica. “Eu preciso de apoio, desde que venha sem segundas intenções, porque alguns promotores e empresários quase nunca ajudam a troco de nada, todos querem sempre algo com as cantoras, por isso é que muitos músicos da nossa cidade não sobressaem, tal qual as meninas”, denunciou. Advel Catengue é uma jovem de 22 anos de idade com talento para a música, que vem exercitando desde a tenra idade, na cidade do Lubango, província da Huíla. Nascida no município do Lubango, a cantora e compositora das terras altas da Chela, descobriu o seu talento no grupo coral da Igreja Adventista do Sétimo dia na capital huilana.

Últimas Notícias