loader

Carta do leitor: Assassinos de carácter

Caro director do jornal OPAÍS Ainda decorre o Angotic e ainda esta semana tivemos na abertura do certame o Presidente da República a falar sobre as vantagens e desvantagens do uso das novas tecnologias de informação.

POR: Rómulo Cardoso
Vila Alice – Luanda

Nesta mesma semana tivemos, entretanto, mais alguns casos de tentativas de assassinato moral, ou de personalidade nas redes sociais, onde gente covarde e sem escrúpulos se esconde no anonimato para soltar as suas almas podres, cheias de ódio, inveja, cobiça e falta de amor ao próximo, com um ataque inqualificável ao senhor governador de Luanda, Adriano Mendes de Carvalho. Eu não conheço o senhor governador, ou seja, não sou das suas relações, mas sou cidadão desta cidade, sou pai e sou trabalhador honesto, portanto, e como cidadão que preza o respeito pelo ser humano, não posso deixar de sentir indignação total por este caso e por muitos outros que se vão repetindo na nossa sociedade. Eu acredito que não pode valer tudo, nem mesmo na política. Não precisamos de ser assinantes de todas as redes sociais, basta-nos o WhatsApp, por exemplo, para tudo nos vir parar em cima. O que temos de fazer, quando nos consideramos pessoas de bem e não concordamos com a bandidagem cibernética e assassinatos morais covardes, é dizer a quem nos enviou determinado lixo que não queremos receber coisas do género e não reencaminhar. É não espalhar. Eu estou de acordo com a ideia do Governo de criar uma lei para os crimes nas redes sociais, acho até que é urgente. Também acho que o Estado deve investir muito na segurança na Internet, e que as penas devem ser severas. Porque as implicações são muitas, destroem pessoas, famílias, empresas. E isto não pode ser permitido. Ao nosso governador, toda a minha solidariedade como cidadão de Luanda.

Últimas Notícias