loader

Biblioteca do Péu- Péu no Cunene com carência de livros

A biblioteca instalada no estabelecimento prisional do Péu-Péu, no município do Ombadja, província do Cunene, debate-se com uma escassez de livros, bibliografia para a sua população penal e os efectivos

A informação foi avançada Domingo pelo director do referido estabelecimento, sub-comissário prisional José Celestino, assinalando que a instituição dispõe de uma biblioteca dotada de um espaço para leitura e pesquisa que tem tudo para ser um sucesso, porém a falta de livros limita o seu bom funcionamento.

José Celestino avançou que a mesma, com capacidade de 30 leitores, possui cinco prateleiras com menos de 50 livros, cifra muito longe de satisfazer a procura, uma vez que muitos daqueles versam o mesmo assunto, havendo, por isso, pouca diversidade de conteúdos. “Há prateleiras vazias e o acervo é muito pobre e pouco diversificado, embora haja empenho da instituição para aumentar o número de títulos e satisfazer a procura”, apontou.

Para contrariar tal situação, o director realçou que a instituição vai reforçar os contactos com entidades públicas e privadas no sentido de captar doadores, visando enriquecer o seu acervo bibliográfico.

Exortou as pessoas singulares, instituições de ensino e religiosas, editoras e brigadas literárias no sentido de realizar acções para o centro do Péu -Péu, através da doação de livros de carácter jurídico, religioso e académicos, garantindo o acesso à informação e fomentando o gosto pela leitura.

Com uma capacidade de internamento para 1500 reclusos, a instituição controla actualmente mil e 397 reclusos, sendo 1.108 condenados e 289 detidos.

Últimas Notícias