loader

Literatura: Postais de Amílcar Cabral lançados no Vaticano

Os postais constam do livro “Itinerários de Amílcar Cabral” a ser lançado dia 1 de Julho no Vaticano. Além dos inéditos de Cabral, o livro “aporta grandes personalidades que nele escrevem”, tais como António Guterres, Guilherme de Oliveira Martins

A Rosa de Porcelana Editora lançará, no próximo dia 1 de Julho, no Vaticano, o livro “Itinerários de Amílcar Cabral”, que reúne postais que o nacionalista africano foi escrevendo e enviando nas suas viagens pelo mundo. Segundo Filinto Elísio, a oportunidade de lançar a obra no Vaticano surgiu de uma viagem a Roma com o escritor Arménio Vieira quando do lançamento de “Cartas de Amílcar Cabral a Maria Helena: A Outra Face do Homem”.

“Abordámos alguns parceiros como as jornalistas cabo-verdianas Lourdes de Jesus e Dulce Évora sobre o interesse de inaugurarmos o ‘Itinerários de Amílcar Cabral’ em Roma e, se possível, no Vaticano, assinalando ao mesmo tempo o 48º aniversário da audiência do Papa Paulo VI a Amílcar Cabral, Agostinho Neto e Marcelino dos Santos, no termo da Conferência Internacional de Solidariedade com os Povos das Colónias Portuguesas, realizada em Roma, no ano de 1970”, disse Filinto Elísio.

O interlocutor realçou, que depois do engajamento destas jornalistas, mais dois jornalistas africanos da Rádio Vaticano associaram- se ao projecto, assim como a associação Tabanka Onlus e a Fundação Lelio e Lisli Basso.

Além dos inéditos de Cabral, o livro “aporta grandes personalidades que nele escrevem”, tais como António Guterres, Guilherme de Oliveira Martins, Jorge Carlos Fonseca, José Maria Neves e textos de enquadramento da historiadora Aurora Almada.

Tal como “Cartas de Amílcar Cabral a Maria Helena: a outra face do Homem”, Filinto Elísio não tem dúvidas de que este livro pode “ajudar” no processo de candidatura do espólio-legado de Cabral ao Programa “Memória Mundo da UNESCO”.

Últimas Notícias