loader

Carta do leitor: Perigo nas transacções via multicaixa ao fim-de-semana

Caríssimo director do Jornal o PaíS, antes de mais permita-me saudar-lhe juntamente com toda a sua equipa de trabalho e desejar-lhe os melhores votos de boa disposição, venho para manifestar e denunciar um caso de funcionamento da rede multicaixa operada pela EMiS.

POR: José Gomes

É um caso que a minha querida mãe viveu no mês passado a respeito das transacções multicaixa. Coitada da senhora, e não sei porque carga d´água (já que ela até sabe manejar o cartão multicaixa para consultas) solicitou, Sexta-feira à tarde, 19 de Maio, a alguém que lhe ajudasse a consultar a sua conta num dos multicaixas no hoji Ya henda, município do Cazenga. Esta pessoa que também estava na fila para consulta trocou o cartão da minha mãe sem que ela se apercebesse. E neste mesmo dia, segundo pôde- se verificar depois pelo extracto bancário, fez levantamentos, transferências e compras com o cartão num valor total de 367.000.00 Kz, segundo consta do extrato. a senhora só se apercebeu da situação quando Segunda-feira conseguiu consultar a conta via multicaixa e deu conta que o pin estava errado. Dirigiu-se logo à sua agência de domiciliação do Banco de Poupança e Crédito (BPC) ao São Paulo, e foi informada pela gerência que tinha uma divida de mais 757.000.00 e foi aconselhada a dar entrada do caso ao Serviço de investigação Criminal (SiC), o que ela prontamente fez. Segundo explicações do funcionário bancário, “durante o fim-de- semana as transacções não compensam e fazem com que o valor existente fique sempre disponível” Neste momento, além do que lhe foi subtraído da conta, a minha mãe já sofreu o desconto do seu salário de 383.000.00 no mês de Maio e espera sofrer outro em igual montante neste mês de Junho, segundo informação passada pelos funcionários do BPC da agência de São Paulo. É isso justo? Será verdade? a EMiS tem conhecimento dessa situação que ocorre ao fim-de-semana? Não há forma de contornar isso? obrigado

Últimas Notícias