loader

Guterres apela para calma depois de aumento da violência no Mali

 O secretário geral das Nações Unidas, António Guterres, expressou ontem a sua preocupação com o aumento da violência entre comunidades no Mali e pediu calma, depois das mortes que ocorreram no fim de semana.

 António Guterres afirmou que está a acompanhar com preocupação toda a situação, depois de cerca de vinte pastores da etnia ‘fulani’ terem sido mortos na cidade de Koumaga, na região de Mopti, alegadamente por caçadores ‘bambara’.

O secretário geral das Nações Unidas, através do seu porta-voz, pediu “calma e moderação” e pediu a todas as partes que procurem soluções pacíficas para as suas diferenças.

António Guterres disse ainda que está preocupado com relatos de supostas violações de direitos humanos cometidas por forças do governo e defendeu a necessidade de os responsáveis serem levados à justiça.

O diplomata português sublinhou a importância de ser dada uma resposta à instabilidade no centro do Mali, de modo a criar condições que permitam a realização de eleições presidenciais em julho.

Os conflitos pelo controlo de terras entre agricultores, pastores e caçadores são cada vez mais violentos nas regiões centrais do Mali.

Últimas Notícias