loader

Papa Francisco recebe presidente francês Emmanuel Macron

O Papa Francisco recebeu esta Terça-feira (26) o presidente francês, Emmanuel Macron, na sua primeira visita à Santa-Sé.

Francisco apertou a mão do presidente francês à entrada da biblioteca para um encontro de meia hora. Macron fazia-se acompanhado pela sua esposa, Brigitte. Antes do encontro, Macron teve um pequeno almoço com a comunidade de fiéis católicos da comunidade de Santo Egídio, muito envolvida no acolhimento de imigrantes e organizadora de “corredores humanitários” que conduzem refugiados sírios para a Europa.

Macron protagoniza uma disputa diplomática com as novas autoridades italianas, particularmente com o ministro do Interior, Matteo Salvini, líder da Liga (extrema-direita), que defende mais rigor face os imigrantes que tentam chegar à costa do país, cruzando o Mediterrâneo, e critica a arrogância e o egoísmo da França em relação ao dossier migrações. O Papa interpela regularmente os dirigentes da União Europeia sobre os imigrantes, alegando que têm a obrigação de “acolher, acompanhar, abrigar e integrar”, segundo ele. Na semana passada, considerou ainda que é necessário “investir de maneira inteligente para lhes dar trabalho e educação” nos seus países de origem.

O laicismo na França terá sido, sem dúvida, um dos temas de conversa ao longo do encontro entre Francisco e Macron. Ao discursar no início de Abril na Conferência Episcopal da França, Macron declarou querer “reparar” o “vínculo” entre a Igreja Católica e a República Francesa, “danificado” nos últimos anos, particularmente desde a autorização da adopção de crianças por casais homossexuais em 2013. Este discurso despertou várias críticas na França, enquanto o episcopado classificou como um discurso que refunda as relações entre os católicos e a República.

Últimas Notícias