loader

Portugal vai receber migrantes resgatados no Mediterrâneo pelo navio Lifeline

O anúncio foi feito pelo Ministro da Administração Interna e vem na sequência da política de acolhimento defendida por António Costa.

O Lifeline recebeu esta terça-feira autorização para atracar em Malta.

A informação é de que quatro governos europeus se disponibilizaram para receber refugiados.

Entre eles está Portugal e também a França:

“Nos últimos dias trabalhámos numa solução europeia conjunta com vários Estados-membros e quero aqui saudar o espírito de responsabilidade do primeiro-ministro maltês, Joseph Muscat. Juntamente com outros países, entre eles a França, fomentou a solidariedade. Posso confirmar que a França com vários estados-membros vão receber as pessoas que estão no Lifeline, depois de desembarcarem num porto europeu. Elementos do gabinete para a proteção dos refugiados estão já a caminho de Malta”, refere Macron.

O Alexander Maersk foi entretanto autorizado a entrar no porto da Sicília. 108 migrantes puderem desembarcar em território italiano.

Uma exceção, diz o ministro italiano do Interior, Matteo Salvini:

“Porque temos bom coração, ao contrário de Macron. Mas ONG estrangeiras, com pessoal estrangeiro, bandeira estrangeira e investidores estrangeiros não voltam a atracar em portos italianos”.

Portugal vai receber parte dos mais de 230 migrantes do navio alemão Lifeline.

O governo português diz-se empenhado em participar com «responsabilidade e solidariedade» na resolução do problema dos refugiados na Europa.

 

Últimas Notícias