loader

Cimeira Putin-Trump acontece em Julho em país por determinar

O presidente dos Estados Unidos deverá reunir com o líder russo em julho, numa cimeira bilateral que já está a preocupar alguns aliados dos EUA, em particular na Europa.O conselheiro do Kremlin para as relações internacionais, Yuri Ushakov, confirmou, logo após uma reunião de Vladimir Putin com o conselheiro para a Segurança Nacional dos EUA, John Bolton, que os dois países tinham chegado a acordo sobre o encontro entre o líder russo e o Presidente dos EUA. Uma cimeira que deverá acontecer em Julho, num país ainda não revelado. A data e o local deverão ainda ser revelados durante o dia de hoje.De costas voltadas há algum tempo, o encontro entre Putin e Trump é visto com desconfiança por vários aliados dos EUA mas também no próprio país, tendo em conta as alegadas interferências russas no processo eleitoral.A cimeira deverá também criar desconforto em alguns dos mais fortes aliados norte-americanos, como o Reino Unido, cuja política tem sido de isolamento de Putin desde o alegado envolvimento russo no envenenamento de um ex-espião em território britânico.Mas também no seio da NATO, onde já se questiona o empenho de Trump na aliança.”É possível que uma cimeira EUA-Rússia seja construtiva, mas receio que após a recente performance no G7, no Canadá, o presidente Trump entre novamente em confronto com os nossos aliados na cimeira da NATO, só para depois ter um momento fotográfico com Putin”, disse à Reuters o senador Democrata Chris Coons.

Últimas Notícias