loader

SINPROF defende revisão da reforma educativa no país

O presidente do Sindicado Nacional de Professores (SINPROF), Guilherme Silva, defendeu na cidade do Cuito, província do Bié, a necessidade de se traçarem políticas que favoreçam a revisão da reforma educativa vigente no país para se melhorar a qualidade no ensino.

No final da Assembleia com os professores, que visou informar os problemas que os docentes enfrentam na região, sublinhou em declarações à Angop, que a reforma educativa implementada no sistema e o ensino angolano não têm correspondido às expectativas. Frisou ainda que, para o SINPROF, a monodocência continua a preocupar a sua instituição, já que, a carga horária e a falta de domínio das disciplinas leccionadas, por alguns professores, acabam por reduzir a qualidade do ensino.

Constitui ainda preocupação do sindicalista, o facto de a maioria de directores de escolas, fundamentalmente do ensino primário, não possuírem conhecimentos de gestão escolar, associado às condições de trabalho indigentes.

Entretanto, o responsável reconheceu as dificuldades por que os professores passam, porém, acrescentou serem conjunturais, tendo os encorajado a transformarem-se em verdadeiros “combatentes da linha da frente” e agentes dinamizadores do processo de ensino e aprendizagem.

Com uma população estimada em 1.455.255 habitantes, o sector da Educação do Bié dispõem de 13.569 professores que labutam em 4.221 salas de aulas. Neste ano lectivo estão matriculados mais de 600 mil alunos nos diversos sub-sistemas de ensino.-

Últimas Notícias