loader

Vila do Dondo acolheu XII edição da Feira do Livro Infantil

O evento serve igualmente para incentivar as crianças a criar o gosto pela leitura, muitas vezes não realizado, por falta de materiais bibliográficos

Uma feira do livro infantil foi realizada desde Sexta- feira, na cidade do Dondo, município de Cambambe, província do Cuanza-Norte, numa promoção da administração local em parceria com a União das Associações Locais de Angola (Amangola).

O certame, que já vai na sua 12ª edição, insere-se num projecto do Ministério da Cultura, denominado Jardim do Livro Infantil. O mesmo congrega uma editora, nove livrarias com mais de mil 500 obras diversas.

Entre as obras expostas, constaram literatura infantil e religiosa, bem como às ligadas as ciências políticas, sociais e exactas, direccionadas a crianças, jovens e a comunidade académica, interessada em adquirir bibliografias.

O responsável da Cultura em Cambambe, Ginilson da Costa, explicou que a promoção da feira visou suprir a carência de manuais de consulta, constatada mediante um diagnóstico efectuado nos diversos sub-sistemas de ensino e em escolas particulares.

“O evento serve, igualmente, para incentivar as crianças a criar o gosto pela leitura, muitas vezes não realizado, por falta de materiais bibliográficos”, sublinhou. Entretanto, 250 livros infantis estiveram disponíveis para distribuição gratuita neste Domingo, último dia da feira, que decorreu sob o lema “Ler é crescer”.

Ao intervir na cerimónia de abertura, o Administrador adjunto de Cambambe para a área Política, Social e da Comunidade, Manuel Martins, disse que o Jardim do Livro Infantil visou chamar atenção aos encarregados de educação sobre a necessidade de potenciarem os seus educandos com livros que os habilitem a obtenção de um bom desempenho, dentro e fora da escola.

“É na adolescência que as crianças aprendem muito, sendo, por isso, importante que os pais apostem na aquisição de livros para os petizes, com intuito de proporcionar competências no campo da percepção e comunicação”, asseverou.

Assistiram a cerimónia de abertura da feira, alunos, professores, encarregados de educação, entidades tradicionais, religiosas e público em geral.

Últimas Notícias