loader

Briga de casal causa morte da filha

O pai da criança, indiciado como o autor do crime, encontra-se detido numa das unidades de Polícia da província do Huambo

POR: Paulo Sérgio

Uma criança de três anos de idade morreu na tarde de Domingo, 1, no bairro Calondeia, município do Huambo, em consequência de queimaduras causadas por uma panela de comida arremessada pelo seu progenitor, no decorrer de uma briga com a sua mãe. Este crime, tipificado preliminarmente por ofensa corporal voluntária, tem como principal suspeita Luís Chiweca, de 28 anos, o pai da pequena Adriana Chissamba. Durante a briga, a mãe  terá revelado ao seu companheiro que não era o pai da menina, ao que este não terá conseguido conter os nervos, tendo arremessado contra a esposa um recipiente com conteúdo quente. Mas, contrariamente ao que esperava, acabou por atingir a filha. Em consequência das queimaduras causadas pela papa quente que se encontrava no interior na panela, a pequena foi socorrida no Hospital Geral do Huambo, onde horas depois acabou por sucumbir.

Por existirem indícios bastantes de que Luís Chiweca é o autor deste crime, as autoridades policiais decretaram a sua detenção enquanto decorrem as investigações. No seu primeiro interrogatório, o indiciado terá esclarecido que apesar de ter ficado chocado com a revelação que acabava de ouvir, não arremessou a panela com a intenção de atingir a sua filha, mas a sua companheira. Por outro lado, no relatório de balanço da situação operativa do Comando Provincial da Polícia Nacional no Huambo, de acordo com nota de imprensa enviada à nossa redacção, consta ainda o crime de homicídio voluntário.

Este crime que vitimou um cidadão de 54 anos ocorreu por volta das 16h00 de Sexta-feira, na aldeia Hequemba, Ombala Chango, município do Mungo, que presumivelmente terá furtado uma bacia de plástico. A vítima, que respondia pelo nome de Constantino Catanha, foi agredida na via pública pelo seu irmão mais velho, isto é, de 57 anos, por se terem desentendido no momento em que este o repreendia por alegadamente furtar a bacia plástica de uma senhora. Segundo o porta-voz da Polícia no Huambo, intendente Martinho Kavita, os dois irmãos se desentenderam e partiram para a briga. Após “acalmarem” os ânimos por via do “pugilato”, cada um dirigiu-se à sua residência.

Constantino Catanha dormiu e, quando menos esperava, acabou por não mais acordar. Os efectivos da Polícia Nacional foram accionados e, por existirem fortes indícios de que a morte terá sido originada pelas agressões que sofreu do seu irmão mais velho no dia anterior, este foi detido sob a acusação de crime de homicídio voluntário. Durante o último fim-de-semana, aos piquetes da Polícia chegaram denúncias de 36 crimes diversos, mais sete em relação ao período anterior, que resultaram na detenção de 21 putativos infractores. Quanto à tipologia dos crimes, 11 foram contra pessoas, 21 contra a propriedade e quatro contra a ordem e tranquilidade públicas.

 

Últimas Notícias