loader

Compromissos

Ontem, ao discursar no Parlamento europeu, em Estrasburgo, França, João Lourenço acabou por assumir alguns compromissos importantes.

POR: José Kaliengue

Na maior parte deles foi apenas a reconfirmação de compromissos anteriores, em temas como o combate à impunidade e à corrupção. Mas o Presidente angolano introduziu alguma coisa nova no seu discurso. Foi importante que João Lourenço tivesse tocado na questão da migração, tema muito caro aos europeus nestes dias. O que Lourenço disse foi exactamente o que eles queriam ouvir, mas foi também a mais pura realidade: não há que inventar mais bodes expiatórios, as condições sociais miseráveis em África, e também as condições políticas são a causa da saída dos africanos. Mas este discurso tem de ser repetido também entre os africanos, porque por muita vontade que tenham os europeus, as coisas por cá apenas melhorarão se os africanos fizerem por isso. Ligar toda esta desgraça à corrupção também foi um bom sinal. Os compromissos com a isenção de vistos e atracção de investimentos foi bom, mais ainda quando disse que as instituições de justiça estão a trabalhar. Além do judicial, o Presidente defendeu a justiça da anulação de contratos multimilionários que lesavam o Estado, assinados sem o respeito pelas mais elementares regras. Parece um ataque ao executivo anterior? Lourenço também defendeu os investimentos feitos depois da guerra e afectados pela crise. Eu disse compromissos? Sim, ao menos uma vez o Presidente falou na primeira pessoa do singular, “eu”.

Últimas Notícias