loader

Medianova entre os distintos da Korea Foudation

O Administrador Executivo da Medianova e director-geral da Rádio Mais, Paulo Gomes, integrou o grupo de representantes da Media Internacional que, de 24 a 30 de Junho, participou, nas cidades de Seul e Jeju, no programa anual da Korea Foundation para personalidades distintas e com a finalidade de promover a realidade cultural, económica e política da Coreia do Sul

Na primeira etapa da sua permanência na capital Seul, a delegação de convidados da Korea Foundation, composta por personalidades oriundas de 13 países, destacam-se a visita à sede do grupo privado de Media JoongAng e o encontro mantido com quadros séniores do Ministério dos Negócios Estrangeiros, em que foram passadas importantes informações sobre o desenvolvimento do processo inter-coreano e sobre a implementação da declaração de Panmunjeom.

Este ano, a Korea Foundation deu enfoque especial à influência que a Mídia Internacional pode jogar no âmbito dos esforços em curso visando a pacificação e reunificação da Península Coreana e, pelo facto, promoveu uma mesa redonda subordinada ao tema “compartilhando uma visão para a paz e a prosperidade da Península Coreana”, numa das sessões do Jeju Fórum que decorreu de 26 a 28 de Junho naquela ilha do Pacífico com a participação de 5.500 delegados oriundos de 70 países.

A referida mesa redonda, presidida pelo Embaixador Sihyung Lee, Presidente da Korea Foundation, teve como principal objectivo apurar em que medida o processo de pacificação e reunificação da Península Coreana tem despertado o interesse da Mídia Internacional, em razão das incertezas determinadas pelas constantes alterações das circunstâncias geopolíticas e de uma imprevisibilidade no sucesso da nova reengenharia da paz na Ásia.

O vice-presidente para Pesquisas da Asan Institute for Policy Studies, Kang Choi, foi o principal orador da mesa redonda que, teve ainda um painel integrado pelos jornalistas Kyonggho Yoon, editor chefe do Mail Business Newspaper da Coreia do Sul, Shubhjit Roy, editor sénior do Indian Express e Paolo Salvatore Affatato, editor chefe da agência Fides do Vaticano.

Angola, através do grupo Medianova, China, República Dominicana, Guiné-Equatorial, Índia, Itália, Jamaica, México, Mongólia, Paquistão, Paraguay, Eslovénia e Uganda, foram os países representados na referida sessão.

Amostras do desenvolvimento nas áreas da agricultura, ambiente e turismo, complementaram o programa de visitas que, culminou com uma viagem à zona de delimitação de fronteira entre as Coreias, também conhecida como zona desmilitarizada.

Desde a sua criação, em 1991, a Korrea Foudation implementou uma variedade de actividades de diplomacia pública – através do intercâmbio de artes culturais, apoio a estudos coreanos no exterior, redes globais e programas de mídia – para ajudar pessoas no mundo a se unirem à Coreia e à sua rede global de amizade.

A Fundação pretende alavancar a sua experiência e pontos fortes acumulados nos últimos 25 anos, para desenvolver criativamente programas distintos e especializados para atender às demandas destes tempos de mudança.

Além disso, a Fundação planeia realizar mais programas participativos de diplomacia pública para consolidar o “expertise” da Coreia em actividades de intercâmbio internacional. É a segunda vez que a Medianova participa neste programa da Korea Foundation, tendo a primeira ocorrido em 2016 e representada pelo jornalista Luís Fernando, na altura Administrador Executivo do grupo.

Últimas Notícias