loader

População apedreja membros do governo distrital em Moçambique em protesto contra reassentamento

Um membro do governo do distrito de Inhassunge, centro de Moçambique, contraiu ferimentos, depois de populares terem lançado pedras em protesto contra o processo de reassentamento para um projeto de exploração de areias pesadas, disse à Lusa fonte policial.  O porta-voz do comando da polícia na província da Zambézia, centro de Moçambique, Miguel Caetano, afirmou que o membro do governo distrital ficou ligeiramente ferido por pedras lançadas por populares durante um encontro. “Algumas pessoas da comunidade não concordaram com os valores das compensações do processo de reassentamento para uma zona segura, porque onde a população está agora será zona de exploração de areias pesadas”, disse Caetano. A área em causa foi concessionada a uma empresa chinesa, que vai extrair areias pesadas para a exploração de ilmenite e zircão, minerais usados na aviação. A empresa desenvolve a mesma actividade no distrito de Chinde, também na província da Zambézia, acrescentou Miguel Caetano. A exploração de recursos naturais em Moçambique tem sido marcada por tensões entre as multinacionais e as comunidades, que alegam que tiram poucos benefícios com a actividade.

Últimas Notícias