loader

Porto do Lobito movimentou mais de 500 mil toneladas no primeiro trimestre

Com menos navios atracados, em relação ao primeiro trimestre de 2017, de 115 para 102, o Porto Comercial do Lobito registou um aumento de mercadorias movimentadas

POR: Miguel Kitari

Com os sinais de retoma da economia nacional, os portos de Angola ainda estão longe de alcançar os números dos anos passado. É o caso do Porto do Lobito, um dos maiores do país. A unidade portuária localizada na província de Benguela teve, no primeiro trimestre de 2018, um movimento de mercadorias de 510.761 toneladas, mais 88.888 toneladas comparativamente ao ano passado. No mesmo período (primeiro trimestre de 2018), foram descarregadas 474.715 mil toneladas e em 2017, 369.342, um aumento de 105.342. No período em análise foram carregadas, no Porto do Lobito, 36.046 mil toneladas, contra 52.500 do primeiro trimestre de 2017, uma redução de 16.454. Em termos de movimento de contentores, os registos indicam que passaram pela unidade portuária, em 2018, 10.105, ao passo que em 2017 foram 14.131, uma queda de 4.026. Os contentores descarregados foram 5.161 e no ano passado o número foi 7.767, registando-se uma redução de 2.606. A estatística do Porto do Lobito diz que no primeiro trimestre do ano em curso foram 4.944 contentores, quando em 2017 foram 6.364, menos 1.420. O número de contentores descarregados cheios foi de 5.161, contra 7.723 do ano anterior, saldo negativo de 2.562. Importa referir que atracaram no Porto do Lobito, nos primeiros três meses de 2018, 102 navios, contra os 115 do ano passado, uma redução de 13 navios.

Os números do Porto do Lobito em 2017

Durante o ano de 2017, o Porto do Lobito movimentou durante mercadorias diversas que totalizaram um milhão 680 mil e 425 toneladas, representando um aumento de 41, 69% em relação ao período homólogo de 2016 em que foram movimentadas 1 milhão 494 mil e 452 toneladas, uma diferença de 185 mil 937 toneladas. Dados estatísticos fornecidos pela direcção do Porto do Lobito indicam que em 2017, no referido porto atracaram 503 navios, dos quais 152 porta contentores, 31 de carga geral, 98 petroleiros, 109 pesqueiros, 20 butaneiros, 3 Ró–Ró, 52 rebocadores, dois frigoríficos e outros 32, o que corresponde a uma diferença de 148 navios em relação ao ano de 2016. No mesmo ano, foram movimentados 44 mil e 159 contentores, dos quais 18 mil e 244 embarcados e 25 mil e 910 desembarcados, registando um acréscimo na ordem dos 42, 66% em comparação com o período homólogo de 2016.

Segundo o relatório da Empresa Portuária do Lobito, a produtividade média foi de 4 mil 174, 17 toneladas por dia, o que prova a capacidade de meios técnicos de ponta de que a empresa dispõe e por oscilações na navegação, está muito aquém das suas reais capacidades. As infra-estruturas modernas do Porto do Lobito, inauguradas em 2014, são encaradas como um impulso estratégico não só para o desenvolvimento da economia da região centro e Sul de Angola, como também dos países da Comunidade de Desenvolvimento da África Austral (SADC) sem acesso ao mar, através do Caminho- de-Ferro de Benguela. O aumento da capacidade de atracagem de navios, de estiva e de armazenamento de carga de natureza diversa constituíram os aspectos mais relevantes do investimento feito no Porto Comercial do Lobito.

102 -Número de navios atracados no Por to do Lobito no primeiro trimestre do ano em curso

2018- Por to do Lobito regista queda no movimento de carga

Últimas Notícias