loader

Mbanza Kongo celebra 1º aniversário como Património da Humanidade com diversas actividades culturais

Para celebrar a data será feito o descerramento da Placa de inscrição de Mbanza Kongo na Lista do Património Mundial da UNESCO e a entrega do respectivo Certificado

Texto de: Antónia Gonçalo, enviada a Mbanza Kongo

A Cidade de Mbanza Kongo assinala hoje, 8, o seu 1º aniversaria da sua elevação *a categoria de Património Cultural da Humanidade desde a sua classificação em Julho de 2017 com diversas actividades culturais a assinalar a efeméride. Trata-se do descerramento da Placa de Inscrição de Mbanza Kongo na Lista do Património Mundial da UNESCO e a entrega do respectivo Certificado, acto que será prtagonizado pela ministra da Cultura, Carolina Cerqueira.

A actividade vai contar com a intervenção do governador provincial, José Joanes André, as presenças do embaixador da República de França acreditado em Angola, Sylvain Itté e do ministro da Cultura de Cabo Verde, Abraão Vicente.

Consta ainda do programa de actividades, visitas ao Museu dos Reis dos Kongo e uma sessão de julgamento tradicional. Será igualmente apresentado um vídeo da UNESCO, no dia da proclamação da inscrição, termos de referência e ante-projecto do Museu do Reino do Kongo e Kulumbimbi, e o projecto do novo aeroporto de Mbanza Kongo.

Outras actividades Em prol do 1º aniversário da Cidade foi realizada, ontem, uma marcha em apoio à elevação da Cidade de Mbanza Kongo a Património Cultural da Humanidade. Participaram na actividade mais de 10 escolas que, através de cartazes, deixaram mensagens de incentivo à preservação do património mundial.

A marcha teve início no Museu dos Reis do Kongo e culminou na sede do Governo Provincial do Zaire com a realização de uma palestra sobre a Cidade. Segundo a administradora de Mbanza Kongo, Nzuzi Makiese Wete Kadi, a actividade contou com a participação de todos os munícipes, desde escolas, associações e Igrejas. “Com esta marcha, queremos mostrar ao mundo que o nosso município é o primeiro em Angola a ser conhecido como património mundial. Estamos de parabéns porque é um facto inédito.

É pois uma honra ser nativo e fazer parte desta cidade”, mencionou. A administradora referiu que a classificação Mbanza Kongo a Património Cultural da Humanidade tem permitido a recepção de um grande número de turistas quer nacionais quer estrangeiros, que se mostram ávidos em conhecer a cidade.

Decorre ainda nesta cidade um espectáculo musical em que participam novos talentos da música local. Trata-se dos músicos Tal Boy, Jey Z Moreno, José Cabeludo Luvela, BNA, Top Nigga Femi e o Billioner Boy. Os artistas mostraram-se satisfeitos com a iniciativa, que visa promover e divulgar os talentos ao nível da Cidade.

Feira de artesanato Decorre ainda desde o pretérito dia 5, uma feira de agricultura e artesanato, denominada “Expo Kongo”, com a participação de mais de 15 expositores locais e provenientes da vizinha província do Uíge. Estão expostos na feira vários produtos desde cestaria, escultura, trajes africanos, calçados e produtos alimentícios típicos da região.

Expositores

O artesão JD, residente destaCidade de Mbanza Kongo, apresenta na feira máscaras, o mapa de Angola, o pensador, o elefante, caçadores, peças estas que estão a ser comercializadas entre os 3 mil a 50 mil Kwanzas. Segundo o artesão, que se mostrou entusiasmado com o evento e o aniversário da Cidade, a elevação da Cidade a Património Cultural da Humanidade pela UNESCO permitirá o crescimento económico e social da província, através da recepção de turistas provenientes de vários pontos do mundo.

“Não só a cidade do Zaire deve celebrar, mas o país em geral, porque é um ganho para todos”, apontou. A cidadã proveniente da província do Uíge, Rebeca David Armando, expõe na feira cestarias, mel silvestre e cabaças. Ela referiu que, apesar da fraca adesão da população à feira, “Estamos felizes com esta festa que deve ser celebrada por todos.

Por esse motivo não queria ficar de fora. Essa classificação só vem mostrar que o nosso país possui vários patrimónios que merecem a atenção e ser salvaguardado”, considerou.

Últimas Notícias