loader

Mundial 2018: Europeus preparam “assalto” à fi nal do Mundial

França, Bélgica, Inglaterra e Croácia terminam hoje a preparação para o jogo das meias-fi nais

As selecções europeias, França, Bélgica, Inglaterra e Croácia, apuradas para as meias-finais da 21ª edição do Campeonato do Mundo, que decorre na Rússia, aproveitam hoje o segundo dia de pausa para preparar a passagem à fase final e final da prova.

Deste modo, o treinador da equipa francesa Didier Deschamps vai procurar ensaiar o onze provável com a inclusão do franco-angolano Blaise Matuidi, ausente nos “oitavos” por acumulação de cartões amarelos. Assim, o jogador da Juventus da Itália poderá ser amanhã a novidade frente à Bélgica no Estádio Krestovsky, às 19:00.

Aliás, os comandados de Didier Deschamps terão que redobrar os esforços na sessão de treinos de modo a não serem surpreendidos pela equipa adversária que mostrou que não é uma “pêra do doce”, que o diga o Brasil. Por essa razão, os jogadores terão que fazer bem o trabalho de casa para conseguir o passaporte a final da maior prova sob égide da FIFA agendada para 15 deste mês, no Estádio Luzhniki, em Moscovo, a partir das 16 horas.

Nas hostes da selecção belga orientada por Roberto Martínez o treino vai decorrer com o sentimento de eliminar mais um favorito ao ceptro. “Agora queremos fazer mais dois jogos, seria uma pena não chegar à final”, salientou Roberto Martínez. Já os ingleses e os croatas têm mais o dia de amanhã para esboçar a semifinal.

Brasil na final do mundial da Rússia

Com as meias-finais definidas, o Mundial-2018 começa a caminhar a passos largo para a final que vai decidir o sucessor da Alemanha. E se França, Bélgica, Inglaterra e Croácia vão ter de passar um último teste para atingir o jogo decisivo, Sandro Meira ricci já garantiu a presença no dia 15 de Julho, em Moscovo. de acordo com o UOLesporte, o árbitro brasileiro é o escolhido pelo Comité de Arbitragem da FIFA para apitar o Mundial-2018.

Entre os critérios que sustentam a decisão estão a experiência que já tem na utilização do vídeoárbitro, utilizado na Taça dos Libertadores, e o facto de não pertencer à UEFA, confederação das equipas que vão disputar a final. Aos 43 anos, Sandro Meira ricci encontra-se a disputar o segundo Campeonato do Mundo da carreira.

Últimas Notícias