loader

Carta do leitor: O funcionário angolano com 10 anos de idade

Meus senhores, caros jornalistas do Jornal da Nova Angola, OPAÍS, Saudações fraternais! Tenho acompanhado com alguma tristeza a situação em que se encontram muitos compatriotas angolanos funcionários públicos, que não veem a cor do salário a caminho de quatro meses.

POR:Tulipa Madalena

Alguns deles são mesmo funcionários públicos e, no caso da Educação, que muito deram para o desenvolvimento deste país. Outros, evidentemente, como nos últimos tempos nos têm informado os mass media, eram uns impostores. Impostores porque nunca sequer trabalharam, mas ganhavam salários. Senão, vejamos: em tempos o ministro das finanças, Archer Mangueira disse, em entrevista a TPA, que o congelamento de salários na Função Pública levou-lhes a descobrir que existiam funcionários a receber salários com apenas 10 anos de idade. Isto é, o funcionário nasceu em 2008. Para além deste caso, ouviu- se também de um dirigente de Malanje que , neste processo de congelamento, foi possivel descobrir que existiam na Caixa Social das FAA indivíduos com 30 anos de idade que já estavam aposentados e recebiam as suas pensões. Epah, meus senhores, afinal que país é este? Quantos casos destes temos nos nossos sistemas financeiros, ou, por quanto tempo é que esta gente foi ganhando? Enquanto isso, muitos angolanos, por falta de dinheiro para a compra de medicamentos e equipamentos nos nossos hospitais morreram. Isso não pode ficar assim. Devese responsabilizar o “funcionário de 10 anos de idade” ou quem o contratou, pois não se concebe, em nenhuma parte do mundo, que alguém com esta idade trabalhe na função pública. É exploração de menores, e é crime. Depois, tem de se ver como é que podem fazer para que estas pessoas devolvam o nosso dinheiro. Coitados dos nosso professores, de Cabinda ao Cunene, que estão a ser penalizados com este não pagamento dos salários, porque o sistema financeiro os aponta como irregulares. Estão a vender “as mobílias” para sustentarem as famílias, quando alguém colocou um cidadão de 10 anos de idade a ganhar salário no Estado. É muita brincadeira! É preciso que o Ministério das Finanças não fique por aqui e leve estes cidadãos à barra dos tribunais.

Últimas Notícias