loader

Curadores franceses participam em debate sobre artes plásticas em Luanda

Alicia Knock e Christophe Person escalaram a capital angolana e foram oradores no I “Fórum Educativo sobre as Artes”, numa iniciativa da produtora AM Internacional

POR: Valquíria Martins

No acto realizado no Memorial António Agostinho Neto (MAAN), esta Segunda-feira, 9, foi abordado o estado das artes, em particular em Angola, sob o lema “Fórum Educativo sobre as Artes”. Segundo Christophe Person, director da leiloeira “Piasa”, sediada em Paris, a iniciativa visa identificar artistas angolanos com talento no campo das artes plásticas, a exemplo de António Ole, visando participar em exposições promovidas pela referida leiloaria.

Entretanto, embora não haja propriamente um critério de avaliação para que os artistas quer franceses ou de qualquer outro país, basta apenas o artista solicitar ou apresentar uma obra sua a partir de contas criadas nas plataformas digitais, e aí se testará a qualidade, percurso, as técnicas entre outros traços da obra candidata. Por sua vez, Alicia Knock, do Museu Centre Pompidou (França), reconheceu que não conhece muito sobre as performances dos artistas plásticos angolanos, mas o facto de estar no país, é uma excelente oportunidade para o efeito, porque acredita que existem jovens com capacidades e criatividade nas artes.

Organização

Dominick Maia Tanner, promotor da iniciativa, considerou que o encontro serviu para proporcionar mais aberturas no sector das artes, na senda do reforço da visibilidade da arte angolana na arena internacional. Entretanto, a ajudar a avaliar e documentar a cena artística nacional, criar plataformas e pontes para eventuais colaborações e parcerias públicas e privadas entre artistas nacionais e outros países, neste caso em particular, contribuindo para um diálogo entre Angola e França, declarou Dominick Maia Tanner. Ao fórum foram convidamos artistas, Membros da UNAP, alunos do Complexo das Escolas de Arte (CEARTE) e do Instituto Superior de Artes (ISART), promotores, produtores, curadores, professores, amantes das artes e o público em geral, na esperança de que todos venham a beneficiar do alcance educativo deste evento.

Últimas Notícias