loader

Obras em infra-estruturas integradas do Lubango agradam munícipes

Iniciadas em Junho do ano passado, as referidas obras consistem na reabilitação e construção de alguns equipamentos de impacto social, com realce para as estradas primárias e secundárias

POR: João Katombela, na Huíla

O andamento da reabilitação e construção das infra-estruturas integradas na cidade do Lubango, capital da província da Huíla, está a agradar aos citadinos que acreditam na melhoria das condições sociais. Na cidade do Lubango, estão a ser reabilitadas algumas das principais estradas, como é o caso da que liga a rotunda do Arco-íris à Escola 27 de Março, entrocamento da Missão Católica do Lubango ao bairro da Minhota, a que liga o bairro da Mapunda ao Casco urbano e rotunda do João de Almeida à Santa, no bairro Tchioco. Essas obras compreendem ainda a reabilitação de todas as redes técnicas, como valas de drenagem das águas residuais e pluviais, de forma a evitar os transtornos que se têm registado nos últimos tempos na Estação das Chuvas.

As obras foram feitas com maior profundidade na estrada principal do bairro da Minhota, em função das características do solo, segundo explicou o coordenador do projecto de execução das obras, João Dinheiro. O representante do Ministério do Urbanismo e Habitação revelou que nesta altura decorre o processo de asfaltagem das duas vias intervencionadas na cidade do Lubango. “As obras decorrem a bom ritmo, tivemos de fazer uma escavação aqui na Estrada da Minhota, porque os solos apresentavam um elevado grau de degradação, tivemos de colocar solo emprestado. Nesta altura, todas as obras desta primeira fase estão praticamente no final” declarou. Até ao momento, já foram asfaltados um total de 18 quilómetros de estrada em toda a cidade do Lubango e arredores. João Dinheiro explicou que tudo está a ser feito para cumprir os prazos estipulados no contrato.

Entretanto, à nossa reportagem, alguns munícipes reconhecem os benefícios que poderão advir para a circulação rodoviária com a conclusão dessas vias. Márcio Longo Misael, 20 anos, morador no bairro da Minhota, adiantou que a reabilitação das estradas do seu bairro vai permitir que se transite com mais fluidez, pelo facto de já não existirem buracos na estrada. “Queremos louvar a iniciativa do Governo, que vem cumprir o seu dever, garantindo as condições necessárias para a sobrevivência dos cidadãos. É um grande ganho para a nossa comunidade” reconheceu. Já Teodoro Agostinho sente-se satisfeito pelo facto de as viaturas poderem ter maior durabilidade. “Estamos felizes enquanto utentes desta via, porque antes de serem reabilitadas havia muitos buracos na estrada que causavam enormes danos às viaturas”, resumiu.

Últimas Notícias