loader

Presidente participa na cimeira da CPLP em Cabo Verde

O Presidente da República participa amanhã, Terça, e Quarta-feira na 12ª Cimeira de Chefes de Estado e de Governo da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP).

De acordo com um comunicado de imprensa da Casa Civil do Presidente da República enviado a OPAÍS, João Manuel Gonçalves Lourenço deixa Luanda hoje, 16, com destino a Cabo Verde. A 12ª conferência de chefes de Estado e de Governo acontece na Vila de Santa Maria, ilha do Sal e deverá marcar a transição da presidência da comunidade lusófona do Brasil para Cabo Verde. A realização da conferência de chefes de Estado e de Governo coincide com o aniversário da CPLP, que a 17 de Julho cumpre 22 anos de existência.

A última cimeira decorreu em Brasília, capital do Brasil, a 31 de Outubro e 1º de Novembro de 2016, quando a presidência brasileira assumiu como prioridade a implementação dos Objectivos do Desenvolvimento Sustentável (Agenda 2030, definida pelas Nações Unidas). Segundo o Diário de Notícias, Cabo Verde pretende que a presidência da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) se traduza em avanços consideráveis no dossier da “livre circulação de pessoas e bens” no espaço lusófono. Para além da Declaração Final de Santa Maria, nome da cidade turística onde irá decorrer o encontro, espera-se que saia da cimeira um documento orientador, consensual, sobre a mobilidade, uma contribuição de Cabo Verde que já é do conhecimento de todos os Estados membros, informou a publicação.

Outra grande preocupação que Cabo Verde quer partilhar com os restantes membros da CPLP, de acordo com a informação, é a promoção da língua portuguesa, através do Instituto de Língua Portuguesa. Criado em 2014, com sede na cidade da Praia, o ILP tem-se debatido ao longo dos anos com inúmeras dificuldades financeiras, resultantes do não pagamento das quotas devidas pelos Estados membros. Na Sexta-feira, 13, realizou-se uma reunião dos representantes dos órgãos de comunicação públicos dos países membros da CPLP. No encontro, os órgãos públicos de comunicação social da CPLP decidiram criar uma base de conteúdos para evitar a divulgação de informação distorcida sobre os Estados membros. Fazem parte da CPLP Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Guiné Equatorial, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste.

Últimas Notícias