loader

Projecto Libolo incentiva leitores com novas obras literárias

O Anfiteatro do Instituto Superior Politécnico do Libolo, na província do Cuanza-Sul, foi o local escolhido para a apresentação dos livros “O Português na África Atlântica – Angola, Cabo Verde, Guiné Bissau, São Tomé e Príncipe”, organizado por Márcia Santos Duarte de Oliveira & Gabriel Antunes de Araújo, e “Amor sem Pudor”, de Soberano Kanyanga

Texto de: Augusto Nunes

O primeiro, por sinal um ensaio, apresenta algumas das evidências que sugerem a especificação do português de Angola, Cabo Verde, Guiné-Bissau e São Tomé e Príncipe, influenciado não somente pelo contacto linguístico com as línguas nacionais, mas também pelo comportamento dos falantes.

Dá à estampa um trabalho exaustivo sobre diferentes variedades de português falado na África Atlântica. A partir de uma área sócio-histórica estratégica angolana, pesquisam-se as cadeias de conexões entre a região do Libolo e diversos países de língua oficial portuguesa, bem como países da área caribenha, lê-se numa das passagens do livro .

O cortejo empreendido entre essas áreas leva em conta o fluxo de escravizados do Libolo transplantados para fora de Angola entre os séculos XVI e XIX. A obra foi apresentada pela professora Márcia Santos Duarte de Oliveira, da Universidade de São Paulo, Brasil, e por Carlos Filipe Guimarães Figueiredo, da Universidade de Macau, China, ambos Coordenadores do “Projeto Libolo”.

Juntaram-se à sessão do lançamento Eduardo Ferreira dos Santos, professor da Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira, Brasil e José Albino José, professor da Escola do II Ciclo do Ensino Secundário do Libolo – PUNIV, Angola), também membros pesquisadores do “Projeto Libolo”. Já o segundo livro, “Amor sem Pudor”, apresentado pelo próprio autor, Luciano Kanyanga, contém 38 poemas narrando questões sobre sexualidade e ao mesmo tempo revela o pensamento do autor sobre as relações entre o ilusório e a realidade, com especial incidência para temas ligados ao prazer no imaginário.

Os poemas desta obra cantam ainda, sob o signo do erotismo literário, a beleza feminina e seus impactos contraditórios na masculinidade, enredando- a na complexa teia de sentimentos que torna difusa a distinção entre paixão instantânea e amor. Natural do município do Libolo, Luciano Kanyanga, é autor de várias obras literárias, que vão desde contos infanto-juvenis ao romance e poesia.

Estudou jornalismo no Institu to Médio de Economia de Luanda (IMEL), licenciou-se em Comunicação Social pela Universidade Privada de Angola (UPRA) e frequenta o mestrado em Ciências Empresariais na Universidade Fernando Pessoa, em Portugal. Recorde-se que o Projeto Libolo é um projecto internacional e multidisciplinar, centrado em quatro áreas de estudos: linguística, história, antropologia e filologia.

Últimas Notícias