loader

Carta do leitor: A saúde mental dos polícias

Estimados, Li a vossa notícia sobre um agente da Polícia que vendeu a casa onde mora com a mulher e os filhos, li também aquela sobre um outro agente que matou a mulher e depois se suicidou.

POR: João Carlos Estêvão

Acho que a Polícia deveria fazer testes psicológicos obrigatórios, regulares, aos seus agentes. Para quem anda armado, é preciso ter saúde mental, ou vamos ter muitos casos destes, o nosso país é muito stressante. Porém, também acho que é preciso ver bem como vivem os polícias e com quem, não está fácil para ninguém. No nosso país, também as mulheres, muitas delas levam um homem até ao limite, não respeitam, querem discutir e lutar com o marido, bebem muito, algumas, e não estão preparadas para cuidar de uma casa e de uma família. Não são só os homens que falham, muitas das nossas companheiras não ajudam, nem percebem que o marido anda armado e tem um trabalho muito stressante, umas até desafiam, “se és homem me bate, ou me mata”. Não estou a dizer que foi o que aconteceu, apenas para que o Comando-geral da Polícia tenha cuidado com a saúde mental dos seus homens e para que as famílias também tenham cuidado com estes homens. Não sei quantos médicos psicólogos é que a Polícia tem. Não é só expulsar e ensinar sobre os direitos humanos, respeito ao cidadão, etc., é preciso também cuidar do próprio polícia. Portanto, acho que estes dois agentes que o jornal noticiou devem ser punidos, um já não pode porque morreu, mas é preciso cuidar também dos vivos. Espero que este meu apelo seja ouvido, porque só a forma como alguns cidadãos desrespeitam o agente, a forma como os chefes humilham, acho que é tudo muito perigoso, e algumas vezes quem paga é a família.

Últimas Notícias