loader

CEO da Platina Line nega venda de percentagem de activos da empresa

A cidadã Welwitchia José dos Santos “Tchizé” utilizou a sua conta no Facebook, ontem, em que dá conta da venda de 49% do Portal de Entretenimento Platina Line. Mais tarde, ainda nas redes sociais, a referida cidadã expôs um outro documento de “Acordo de Cessão dos Direitos da Marca”, em que surge como segunda outorgante, com os respectivos 49% de posse da marca.

Entretanto, o CEO do referido Portal, Sarchel Necesio, reagiu em comunicado que a mesma não tem nenhum tipo de participação nos activos da empresa . Em resposta, Sarchel Necesio rebate e refere que a Platina Line é um projecto criado há 8 anos, de uma iniciativa empreendedora do seu fundador Sarchel Necésio Francisco Seraponzo, que provou que projectos com dedicação, amor e foco podem sim vencer em Angola.

“É totalmente irresponsável e reprovável a todos os níveis a senhora Welwitschia dos Santos pôr à venda um bem, ou acções de uma empresa que não possui e nem tem autoridade para o fazer”, esclarece. Mais adiante, na mesma nota, Sarchel Nécesio Francisco Seraponzo acrescenta que é e continuará a ser o accionista maioritário na empresa Platina Line, nas suas diversas naturezas, Sociedade Anónima e Lda. “Todos os registos de sócios da empresa Platina Line estão disponíveis para consulta ou investigação em Diários da República, publicado pela Imprensa Nacional ou mediante autorização judicial no Guichet Único da Empresa.

E em nenhum deles está incluída a senhora Welwitschia dos Santos ou um seu representante legal. Por outro lado, a Platina Line confirma sim um acordo de cessão de exploração da marca para a senhora Welwitschia dos Santos em finais de 2016, por um período determinado, em que a mesma pudesse realizar vendas de produtos como T-shirts, canecas, festas temáticas, cadernos ou outros produtos abrangidos na exploração da marca com anuência prévia do detentor maioritário da marca Platina Line Lda.

Últimas Notícias