loader

Editorial: Lixo e dinheiro

A Administração Municipal de Malanje enfrenta, nos últimos tempos, dificuldades de gestão e tratamento do lixo produzido nos mercados paralelos da cidade, devido à insuficiência de verbas para o efeito. A crise financeira que o país vive, obviamente, como tem sido já hábito, foi a justificação. Isto está a ocorrer em quase todo o país. Esta realidade, porém, revela igualmente a incapacidade dos gestores municipais de lidarem com uma das suas principais tarefas: o saneamento básico. Revela falta de imaginação e até de elasticidade intelectual na busca de soluções para os problemas do dia-a-dia que não passem por gastar mais e mais dinheiro. Quando houve dinheiro, as cidades não estiveram limpas. Agora, a justificação é a mesma, independentemente do tamanho da cidade e do volume do lixo produzido.

Últimas Notícias