loader

Depois da tragédia em Mati, na Grécia, procuram-se respostas

Numa conferência de imprensa, o governo grego apresentou aos jornalistas uma série de imagens satélite fornecidas pela Agência Espacial Europeia, onde se pode ver quinze focos de incêndio activos ao mesmo tempo.

“Isto nunca deveria ter acontecido! As pessoas morreram queimadas sem explicação!”, disse um sobrevivente Nikos Toskas, ministro-adjunto da Ordem Pública, admitiu que o governo acredita na possibilidade de fogo posto no caso do incêndio de segunda-feira, que provocou a morte a mais de 80 pessoas. “Temos sérias indicações de que o fogo foi o resultado de uma atividade criminosa”, disse.

Depois do luto, chega a revolta e foi isso mesmo que o ministro da Defesa presenciou, ao visitar Mati. Uma das sobreviventes revoltou-se contra o representante do governo. “Isto nunca deveria ter acontecido! As pessoas morreram queimadas sem explicação!”, disse. Enquanto se esperam respostas da investigação, há muito o que fazer no terreno. As autoridades competentes continuam a procurar desaparecidos, de casa em casa. Quatro dias depois da tragédia, a terra negra -a qual ainda fumega- continua a ter muito o que explicar.

Últimas Notícias