loader

Research Atlantico: Proposta de Lei das Privatizações deverá ser apreciada proximamente pela Assembleia Nacional

O Executivo prevê privatizar 74 empresas do Sector Empresarial Público até 2022

POR: Atlantico

Espaço  Angola

A proposta de Lei de Bases das Privatizações deverá ser submetida, proximamente, à aprovação da Assembleia Nacional, após ter sido apreciada em Conselho de Ministros há 25 de Julho de 2018. As Operações de Mercado Aberto (OMA) realizadas pelo BNA, com o intuito de absorver liquidez do mercado, atingiram 109,50 mil milhões AOA em Junho, uma redução de 45% face ao mês anterior.

Espaço Internacional

Zona Euro: A oferta monetária medida pelo agregado monetário M3 apurada no mês de Junho registou um crescimento homólogo de 4,4%, que representa um aumento de 0,4 p.p., face ao período anterior.  Alemanha: O índice do instituto Ifo que avalia o clima de negócios, atingiu 101,7 pontos em Julho, uma redução de 0,1% face ao mês anterior.

Visão Atlantico

A proposta de Lei de Bases das Privatizações deverá ser submetida, proximamente, à aprovação da Assembleia Nacional, após ter sido apreciada em Conselho de Ministros há 25 de Julho de 2018. A necessidade de conferir maior eficiência e rentabilidade a algumas empresas do Sector Empresarial Público (SEP) e reduzir a pressão sobre as despesas no Orçamento Geral do Estado, estará na base da preparação das condições para a privatização e reprivatizações de empresas em Angola. Destaca-se que o Executivo pretende privatizar no quinquénio 2018-2022 perto de 74 empresas públicas, segundo o prospecto da segunda emissão de eurobonds ocorrida no mês de Maio. O índice do instituto Ifo que avalia o clima de negócios, atingiu 101,7 pontos em Julho, uma redução de 0,1% face ao mês anterior. O índice que mede a confiança e a expectativa na evolução da economia no curto prazo, poderá estar a ser condicionado pela redução da variação da confiança no sector manufactureiro, de venda a grosso e a retalho em 1,4 p.p. e 1 p.p., para 22,4% e 10,4%, respectivamente. Por outro lado, a economia alemã continua a crescer, embora a um ritmo menor, o que poderá estar a condicionar as expectativas dos investidores. Importa ressaltar que o nível apurado representa o menor desde Março de 2017.

Últimas Notícias