loader

Ambrósio Lukoki desconhece campanha de solidariedade a seu favor

O embaixador de Angola na República da Tanzânia, Ambrósio Lukoki, que se encontra em tratamento na Clínica Girassol, em Luanda, disse desconhecer a campanha de solidariedade que foi lançada a seu favor para angariar fundos para o seu tratamento, segundo declarou ao Novo Jornal on-line.

O Ministério das Relações Exteriores (MIREX) desmentiu ontem, em Luanda, informações postas a circular nas redes sociais pelo embaixador Ndombele Mbala Bernardo e pelos cidadãos Fernando José Canga e Nanizey André, em que se apelava à contribuição financeira para assistência ao embaixador Ambrósio Lukoki. Uma nota do Gabinete de Comunicação Institucional e Imprensa (GCII) deste departamento ministerial enviada a este jornal refere que, no âmbito das suas responsabilidades, o MIREX tem acompanhado a situação e assumiu todas as despesas de saúde do embaixador Ambrósio Lukoki que está a ser assistido na Clínica Girassol, em Luanda.

A nota informa ainda que o Ministério das Relações Exterior tem mantido contacto regular com o embaixador Ambrósio Lukoki e a sua família, que ontem disse desconhecer a razão desta iniciativa de solidariedade. Face à situação, e por se tratar de uma iniciativa promovida a título individual pelo embaixador itinerante Ndombele Mbala Bernardo, funcionário desta instituição, na medida em que o mesmo tem pleno conhecimento de todo o apoio até aqui prestado a Lukoki, a direcção do MIREX decidiu instaurar um inquérito para apurar as circunstâncias e motivações desta iniciativa.

Entretanto, em declarações ontem ao Novo Jornal on-line, Ambrósio Lukoki disse ter sido surpreendido com a campanha lançada nas redes sociais, apesar de reconhecer que precisa de apoios, adiantando não ter falado com a ninguém a respeito disto. Confirmou estar hospitalizado, mas não em estado grave. Ambrósio Lukoki, um dos mais antigos quadros do MPLA, que já foi ministro da Educação, é actualmente embaixador de Angola na República da Tanzânia.

Últimas Notícias